Conheça alguns famosos remédios para emagrecer

Os remédios para emagrecer tomaram a cena da perda de peso.

Será mesmo que eles trazem tudo o que prometem? Aliás, será que realmente são saudáveis?

Até que ponto um medicamento como esses pode afetar a nossa saúde como um todo?

Conheça agluns deles?

Topiramato (Qsymia)

Qsymia é o mais novo medicamento aprovado para perda de peso. É uma combinação de fentermina e topiramato de liberação estendida.

Assim como os outros medicamentos, ele é aprovado apenas para pacientes obesos (IMC> 30) ou com sobrepeso (BMQ> 27) com um problema de saúde relacionado ao peso.

De acordo com os dados da FDA, uma proporção maior estatisticamente significativa de pacientes que tomaram o Qsymia atingiu 5% e 10% de perda de peso. Todos os pacientes do estudo também foram encorajados a comer uma dieta bem balanceada com poucas calorias.

É importante observar que Qsymia pode causar defeitos congênitos e é importante que as mulheres saibam que não estão grávidas antes de iniciar a medicação.

Outros possíveis efeitos colaterais graves incluem aumento da freqüência cardíaca, problemas oculares (glaucoma) e pensamentos suicidas. Em doentes com diabetes, a baixa de açúcar no sangue também foi uma preocupação durante o tratamento com Qsymia.

Naltrexona (Contrave)

Esta é uma combinação de naltrexona (um antagonista opioide) e bupropiona HCL (um medicamento antidepressivo que é um inibidor da recaptação de dopamina e norepinefrina).

Os principais efeitos colaterais observados com este medicamento são náuseas, constipação e dores de cabeça. O medicamento é contra-indicado em pacientes com hipertensão não controlada ou com histórico de convulsões .

O medicamento é aprovado como um complemento para mudanças na dieta e aumento da atividade física em adultos com IMC inicial de 30 ou mais ou 27 ou mais com pelo menos uma comorbidade.

Liraglutida (Saxenda)

Saxenda foi aprovado no final de 2014 como um medicamento para emagrecer em combinação com atividade física e modificações na dieta.

É uma injeção de uma vez ao dia (não uma pílula) que imita um hormônio relacionado à digestão e controle do apetite (GLP-1) que é usado no controle do diabetes tipo 2. Ativa áreas do cérebro envolvidas na regulação do apetite.

Saxenda tem sido associada a tumores da tireóide em ratos e camundongos, bem como pancreatite em humanos.

O medicamento é aprovado como um complemento para mudanças na dieta e aumento da atividade física em adultos com IMC inicial de 30 ou mais ou 27 ou mais com pelo menos uma comorbidade.

Existe uma preparação fitoterápica fen / phen?

Desde a retirada do fen / phen do mercado, o “fen / phen à base de plantas” foi proposto como uma alternativa no tratamento da obesidade.

Mas a Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos emitiu um alerta de que o “fen / phen à base de plantas” não se mostrou um tratamento seguro e eficaz para a obesidade e pode conter ingredientes que foram associados a lesões.

Os principais ingredientes da maioria dos produtos fitoterápicos fen / fen são a efedrina e a erva de São João. A efedrina atua como as anfetaminas na estimulação do sistema nervoso central e do coração.

A efedrina promove a perda de peso em parte pelo aumento da temperatura corporal e, quando isso acontece, o corpo queima mais calorias.

O uso de efedrina tem sido associado a hipertensão, irregularidades do ritmo cardíaco, derrames, insônia, convulsões, tremores e nervosismo. Houve relatos de mortes em jovens tomando efedrina.

Esses medicamentos ajudam a como emagrecer rápido, mas precisam de cuidados na hora de serem escolhidos.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *