Radiofrequência: o que é, para que serve e seus benefícios

Radiofrequência: o que é, para que serve e seus benefícios

A Radiofrequência se trata de um tratamento estético utilizado para combater a flacidez da face ou do corpo. Contudo, se trata de um procedimento muito eficaz na eliminação de rugas, linhas de expressão e até celulite e gordura localizada. Além disso, este é um método seguro e duradouro.

De acordo com a consultoria estética da especialista Daniela Fidellis, o aparelho de Radiofrequência proporciona o aumento da temperatura da pele e dos músculos, o que promove a contração do colágeno. Além disso, torna mais fácil a produção de mais fibras de colágeno e elastina, que proporcionam mais sustentação e firmeza à pele. 

Contudo, os resultados podem ser vistos no primeiro dia após a primeira sessão, e os resultados são graduais, então quanto mais a pessoa fizer, maior e melhor será o resultado.

Veja também: Pele e beleza – dicas e segredos antienvelhecimento para parecer mais jovem.

Uma pequena definição do que é Radiofrequência

A Radiofrequência, como já adiantamos acima, se trata de um procedimento realizado com o uso de um aparelho que faz uso do calor para aumentar a circulação, oxigenar a área e estimular a produção de colágeno e elastina. Que, no entanto, tem a possibilidade de uso para tratamentos faciais e corporais.

Como a Radiofrequência funciona?

A Radiofrequência corporal se trata de um tratamento de estética não invasivo que aquece profundamente a área em temperaturas de até 42 graus para melhorar a flacidez do tecido (flacidez da pele).

O calor atinge a derme (camada profunda da pele) da pele, mas deixa a epiderme (camada superficial) intacta. Contudo, o profissional que faz o procedimento utiliza um termômetro para controlar o aumento da temperatura, garantindo que a temperatura permaneça em um nível suficiente para garantir a eficácia do tratamento.

A área pode ficar avermelhada quando aplicada a técnica, e o aquecimento da área sentido pelo cliente é tolerável.

Para que serve a Radiofrequência?

A Radiofrequência, como já falamos, é um procedimento estético que ajuda a melhorar a firmeza e a aparência da pele. Além disso, vale destacar que ela possui a possibilidade de uso para diversas condições, principalmente:

  • Combater a gordura localizada no abdômen, culotes, flancos, braços, papada;
  • Melhorar a aparência da pele;
  • Melhorar a microcirculação;
  • Reduzir rugas;
  • Melhorar a qualidade do colágeno e elastina;
  • Fazer a reorganização das fibras de colágeno e elastina;
  • Combater estrias e fibrose;
  • Melhorar a umidade da pele;
  • Aumentar a oxigenação;
  • Acelerar a eliminação de toxinas;
  • Combater a celulite melhorando a firmeza da pele e queimando a gordura localizada;
  • Reduzir a celulite;
  • Combater a flacidez em qualquer parte do corpo;
  • Melhorar a aparência das cicatrizes.

Contudo, ainda é de suma importância que a pessoa consulte um esteticista ou fisioterapeuta ou dermatologista especializado em terapia por Radiofrequência para verificar as indicações do tratamento na clínica de estética Odara

Quais os benefícios da Radiofrequência?

O tratamento oferecido pela Radiofrequência oferece uma aplicação rápida, indolor, sendo realizado em qualquer tipo de pele e em qualquer estação do ano. No entanto, os clientes sentem a diferença imediatamente após a primeira sessão. Além disso, nenhum tempo de recuperação é necessário para este processo.

Entretanto, os principais benefícios oferecidos para o corpo incluem maior elasticidade, firmeza da pele, contorno corporal e aparência da celulite.

Como a Radiofrequência é aplicada?

A radiofrequência conforme destacado ao longo deste conteúdo, se trata de um procedimento simples de realização por um profissional capacitado. No entanto, envolve a aplicação de um gel específico na área do tratamento. 

Em seguida, deslize o aparelho de radiofrequência no local em movimentos circulares, o que favorece a elasticidade e o aquecimento das fibras de colágeno. Contudo, sua aplicação promove firmeza e elasticidade da pele.

Além disso, devido ao movimento e aquecimento da área, a ativação dos fibroblastos, células que possuem o dever de produzir de colágeno e elastina, também recebe uma estimulação. Após o tratamento, acontece a remoção do gel aplicado e a área de aplicação deve ser limpa.

A radiofrequência fracionada surge como o tratamento com mais indicação para a remoção de rugas faciais e linhas de expressão, e este procedimento é um pouco diferente. Pois, em sua aplicação, o aparelho não desliza sobre a pele, mas emite pequenos jatos como se fosse um laser na área a ser aplicada no rosto.

A quantidade de sessões de Radiofrequência a serem feitas depende dos objetivos do paciente. Entretanto, os resultados podem ser observados sutilmente no primeiro dia de tratamento:

  • Aplicação no rosto: em relação às linhas de expressão, elas podem desaparecer já no primeiro dia. Além disso, se as rugas forem mais grossas, pode fazer uma grande diferença a partir do 5º dia de tratamento. O paciente que escolhe a aplicação da radiofrequência fracionada deve realizar aproximadamente 3 sessões;
  • Aplicação no corpo: quando o paciente deseja remover a gordura localizada e tratar a celulite, são necessárias de 7 a 10 sessões dependendo da sua graduação.

Tempo de tratamento

A duração média de uma sessão de radiofrequência corporal é de 30 minutos e pode ser realizada uma vez por semana. Contudo, para melhorar os resultados, equipamentos de ultrassom de terapia a vácuo ou correntes russas podem ser correlacionados junto a análise pessoal do cliente.

A Radiofrequência possui contra indicações?

Mesmo que este não seja um tratamento invasivo, a aplicação apresenta algumas contraindicações. Portanto, a sua aplicação não é indicada para pessoas com hematomas, pele bronzeada ou apresentarem sinais e sintomas de infecção ou inflamação na área onde será o tratamento.

Para a área facial, não é recomendado em pessoas que possuem implantes e que fizeram Botox e Preenchimento. Além disso, vale destacar que a aplicação não é indicada gestantes, pessoas com pressão alta ou alterações associadas ao aumento da produção de colágeno, como, por exemplo, queloides.

O paciente sente dor na aplicação?

A Radiofrequência se trata de um tratamento estético que reduz a dor, pelo fato de não ser uma aplicação invasiva. 

Portanto, se trata de uma técnica segura e confortável. No entanto, a vermelhidão pode ocorrer em alguns casos, mas é temporária e não representa nenhum desconforto. A não ser se o paciente se incomodar com a cor vermelha da área por alguns instantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.