Seguro de Vida: Por que você precisa ter um?

Nunca sabemos o que nos pode acontecer! Isso é um fato, e por mais duro que pareça dizer, um dia todo nós morreremos!

Por isso ter um seguro de vida é tão importante!

A vida humana é frágil, isso se percebe pelas deficiências do corpo, quando fica suscetível a enfermidades. Por exemplo, uma simples gripe pode ser capaz de derrubar literalmente uma pessoa e deixá-la impossibilitada de trabalhar por longos dias.

Possuímos um corpo que naturalmente se desgasta, que sente cansaço e que adoece. Isso é fato.

Então, eis a pergunta: Por que ter um seguro de vida é tão importante?

É relevante dizer que um seguro de vida se trata de um contrato que possui a missão de garantir a proteção financeira ou pessoas que dependem de você.

Ou seja, faz parte de um plano de garantias. Isso quer dizer que se porventura algo ocorrer com você, além de sua família estar segurada, nos casos em que houver problemas de invalidez permanente, ou caso você tenha uma doença grave, você também será beneficiado.

Benefícios do seguro de vida

  1. Seguridade financeira em casos de morte natural ou acidental.
  2. Cobertura por sobrevivência (em caráter de contratação previdenciário).
  3. Cobertura por invalidez funcional permanente por doença.
  4. Cobertura por invalidez laborativa permanente por doença.
  5. Cobertura em casos de doenças graves.
  6. Diária por internação hospitalar.
  7. Diária de incapacidade temporária.
  8. Desemprego e perda de renda.

O maior benefício envolvido nesse sentido, é que com o seguro de vida, tanto o contribuinte, quanto sua família – podem estar mais tranquilos, nos casos que um evento difícil ocorrer.

Isso quer dizer, que se algo ruim acontecer com você, poderá contar com esses benefícios.

Geralmente muito se pensa sobre saúde, mas apesar de levar uma vida tranquila ou se esforçar para manter a qualidade de vida, tudo pode acontecer. Não vivemos em uma bola de cristal, onde nunca poderemos ser pegos de surpresa.

Ter um seguro de vida faz diferença por esse motivo, com ele além de sua família não ficar desamparada em caso de sua morte, se você tiver um problema grave que porventura não puder trabalhar, estará segurado financeiramente para cuidar de sua saúde e viver adequadamente.

Nunca se sabe, quando por força maior, houver a necessidade de se afastar dos trabalhos laborais… e se isso acontece e não houver um seguro de vida, o que você vai fazer?

Como bem se sabe, saúde e alimentação custam caros em nosso País, e sem o equilíbrio dessas duas coisas, a família passará por apertos e dificuldades.

Portanto, é sempre preciso pensar nas hipóteses em que:

  • Você seja abalado na saúde e isso de impeça de exercer as atividades profissionais.
  • Você adoeça gravemente.
  • Você se torne uma pessoa inválida.
  • Ou; você morra de forma natural ou acidental.

seguro de vida é um instrumento de proteção social e existe para amenizar os sofrimentos financeiros um dos casos citados.

Quando você decide por comprar uma apólicedo seguro de vida, você escolherá quantos beneficiados terá sobre o valor e também definirá o valor do capital segurado, caso ocorra um sinistro no contrato.

Para quem é indicado o seguro de vida?

Várias são as classes que fazem uso do seguro de vida. Mas, o público que mais procura esse tipo de seguro, é o que possui pouco ou ainda nenhuma reserva financeira ou patrimônio que possa deixar para seus dependentes.

Isso porquê, o principal provedor bem sabe que se for acometido por invalidez ou se houver morte natural ou acidental, sua família é quem mais sofrerá, não somente com a perda em si, mas pela falta de apoio financeira que o falecido possuía como contribuinte familiar.

Portanto, a garantia do padrão familiar, da continuidade dos estudos dos filhos, do sustento do lar e da quitação de alguns financiamentos podem ser apoiados, quando o seguro de vida existe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.