botijão de gás

INÍCIO DO BOTIJAO DE GÁS GLP

A utilização do Botijão de gás GLP no Brasil começou em 1937, quando o imigrante austríaco Ernesto Igel comprou 6 mil cilindros de gás propano, que serviam de combustível para dirigíveis, e começou a comercializar o produto para cocção por intermédio da Empresa Brasileira de Gaz a Domicílio.

Na época, a maioria da população utilizava fogões à lenha. Em 1938, o uso do Botijão de gás GLP começa a se difundir e cria-se o Conselho Nacional do Petróleo (CNP), que estabeleceu como de utilidade pública as atividades relacionadas ao abastecimento nacional de petróleo e seus derivados.

botijão de gás

botijão de gás

Com o início da produção de Botijão de gás GLP pela Petrobras em 1955, houve grande impulso às atividades de distribuição do produto. De 1954 a 1990, a política de preços do GLP e de outros energéticos considerados prioritários, fosse por questões inflacionárias ou por motivações sociais, foi marcada pela intervenção governamental, pautada no tabelamento e uniformização de preços em todo o Brasil, por meio de subsídios cruzados sobre o transporte e sobre o próprio produto.

Essa política mostrou-se extremamente eficiente para a universalização do GLP, favorecendo o consumo do produto nas zonas mais pobres e remotas do Brasil. Graças a ela, o GLP chegou a 100% dos municípios brasileiros e a mais de 95% das famílias.

Hoje em dia o mercado é livre, onde as distribuidoras atuam de maneira competitiva beneficiando sempre o consumidor, que tem o poder de escolher com quem deseja comprar.

EVOLUÇÃO DO CONSUMO DE BOTIJAO DE GÁS GLP

De acordo com a ANP o mercado brasileiro de Botijão de gás GLP sofreu uma queda significativa em 2001 com a entrada do Gás Natural no País, mas esse quadro tem se revertido e em 2014 bateu-se o recorde histórico de volume de GLP vendido, alcançando a marca de 7,421 milhões de toneladas, no ano de 2016 o consumo brasileiro de Botijão de gás GLP cresceu, chegando a 7,396 toneladas.

Em 2017 o mercado consumiu 7,389, ficando praticamente estável em relação ao ano anterior. Adiante, veremos gráficos dos últimos 10 anos sobre a demanda de Botijão de gás GLP no país. Neles pode-se observar que o crescimento acumulado de embalagens de Botijão de gás até 13kg nos últimos 10 anos foi de 9,16%, o que é considerado um crescimento vegetativo, ou seja, ele vem acompanhando o crescimento da populacional, no entanto, no volume comercializado a granel se observa um crescimento de 17,05%, no mesmo período.

O consumo de Botijão de gás GLP em tonelada cresceu 11,12% nos últimos anos.

botijao de gás GLP

Botijão de gás GLP