Saiba a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça

Saiba a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça.

A dor de cabeça pode ser causada por diversos motivos, inclusive, alguns podem estar relacionados com a saúde bucal, como a dor de dente. Tal fator demonstra a influência direta da cavidade na saúde geral e, por isso, é necessário cuidar da boca para evitar diferentes problemas. Neste artigo veremos, mais precisamente, qual é a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça.

O que é, e quais são as causas da dor de cabeça?

Para começar, é importante entender o que é a dor de cabeça. 

Não existe uma definição concreta a respeito desse tipo de dor, mas, de modo geral, é uma sensação dolorosa em qualquer região da cabeça, que pode ser fraca ou até mesmo aguda e pode ser ocasionada por diferentes fatores, como enxaquecas, cansaço, ou ser sintoma de alguma doença, por exemplo.

Ou seja, as causas desse tipo de dor são as mais variadas. Apesar disso, nem sempre ela significa um sintoma de uma doença mais séria, mas é importante destacar que inúmeros problemas apresentam esse sintoma.

Além de sintomas de patologias, a dor de cabeça pode ser causada por problemas do dia a dia, que acabam afetando o corpo, tais como:

  • Uso de óculos com grau incorreto;
  • Exposição forte ao sol;
  • Cansaço;
  • Estresse;
  • Sons altos.

Dor de cabeça e a boca

Saiba a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça

Como dissemos, as dores de cabeça podem surgir por diferentes motivos, inclusive em decorrência de problemas bucais. 

Normalmente, condições mais comuns dos dentes, como a cárie, placa bacteriana e acúmulo de tártaro não acabam afetando a cabeça, mas também podem impactar na qualidade da mordida e nos movimentos bucais, o que pode refletir nas dores de cabeça.

Apesar disso, entre as doenças bucais mais comuns, a gengivite e periodontite costumam ser as que mais afetam essa região, justamente por se tratarem de doenças infecciosas.

A dor de cabeça é, inclusive, um dos possíveis sintomas da gengivite, que é causada principalmente pela falta da higienização bucal, especialmente em quem utiliza algum tipo de aparelho dentario e não faz a limpeza correta dos dentes e das gengivas.

Como certos modelos de aparelhos bucais, principalmente o fixo, acabam apertando toda a região dos dentes e da gengiva, fazendo com que os alimentos fiquem presos mais facilmente nessa região, favorecendo a ação das bactérias.

Dessa forma, eles também contribuem com a proliferação desses microorganismos, que se multiplicam e geram a doença infecciosa e sensibilidade nas estruturas bucais e até a queda dental, bem como pode atingir os demais sistemas corporais.

Por isso, quem utiliza algum modelo de aparelho ortodôntico, deve reforçar a higienização e verificar produtos que possam complementar esse processo.

Quando essa doença não é tratada, ela pode evoluir para a periodontite, que é uma infecção ainda mais forte, pois afeta o tecido do periodonto, que é fundamental para a fixação dos dentes. 

Nesses casos, a dor de cabeça pode aparecer de maneira abrupta e bastante incômoda. 

Como essa doença afeta o tecido de sustentação dos dentes, caso ela não seja tratada a tempo, os dentes podem cair (como mencionado), sendo necessário a utilização de implante dentário para substituir as estruturas perdidas.

Bruxismo e DTM

Em condições menos comuns, como as DTM (disfunções temporomandibulares) e o bruxismo, a dor de cabeça costuma ser um dos sintomas mais marcantes, visto que essas doenças são características por conta do apertar dos dentes e da mandíbula, afetando toda a área envolta e os músculos faciais.

Essas duas condições citadas são crônicas, e requerem tratamentos bastante específicos para serem eliminadas/minimizadas.

Muitas vezes, a pessoa nem percebe que está com uma dessas condições, justamente por não ter conhecimento e os demais sintomas serem mais discretos, fazendo com que pensem que a dor de cabeça frequente é por outros motivos. Entretanto, pode existir sim essa relação.

O tratamento para o bruxismo e DTM pode envolver o posicionamento de uma placa interoclusal, que recobre a região mandíbula para evitar a tensão entre os dentes inferiores e superiores, diminuindo também o movimento de ranger as estruturas.

Cabe ressaltar também que os procedimentos de restauração são muito comuns nesses casos, como a lente de contato dental, visto que pode ser necessário estruturar os dentes que podem ser prejudicados pelas síndromes.

Como descobrir se você possui essas condições?

Se você sente muita dor de cabeça de forma frequente, é importante buscar ajuda médica e especializada com rapidez.

Caso os médicos não identifiquem a condição, justamente por se tratar de um problema causado por doenças bucais, é importante mudar o direcionamento e também verificar junto ao profissional de odontologia. 

Nesse sentido, também é importante dizer que a busca por um especialista do ramo da odontologia deve ser frequente, e ao realizar as consultas de rotina a cada seis meses, a identificação de diferentes doenças bucais são identificadas mais facilmente e contidas antes de se agravarem.

Assim, além desses profissionais serem especializados em procedimentos variados, como o clareamento dental, eles são capazes de identificar se você possui alguma das condições mencionadas ao longo do artigo, auxiliando na resolução.

Dessa maneira, identificando o que realmente está causando a dor de cabeça, o dentista pode te orientar a encontrar o melhor tratamento para o seu caso, ajudando a combater essa condição incômoda e encaminhando para outros suportes profissionais, como um atendimento multidisciplinar.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.