Tudo que você precisa saber sobre o tratamento de HPV

Papilomavírus humano (HPV) pode infectar a pele ou a mucosa. Não há um tratamento de HPV específico para eliminar as verrugas ou as lesões. Podem aparecer em alguns lugares do corpo (oral, genital ou anal). O médico irá analisar e consequentemente recomendar o melhor método: remédios em forma de pomadas ou cremes, crioterapia, tratamento a laser do HPV ou cirurgia.

Conheça o HPV

Infecção sexualmente transmissível, diversas vezes não causa sintomas, porém pode provocar verrugas em algumas regiões do corpo, como: vagina, ânus, vulva, pênis, orofaringe e na boca. Um modo de se proteger diminuindo o risco de contágio do vírus é utilizando o preservativo. Caso haja a contaminação é necessária a visita ao médico para que o tratamento de HPV seja orientado e acompanhado para evitar o câncer. Veja mais a seguir:

  • O tratamento de HPV necessita ser individualizado, levando em conta as características das verrugas, recursos e efeitos impróprios;
  • Podem ser realizadas em casa ou ambulatoriais;
  • Alguns medicamentos devem ser evitados durante a gestação, como Podofilina e Imiquimode;
  • O tratamento das verrugas anogenitais (ânus e órgãos genitais) não exclui o vírus, portanto elas podem reaparecer;
  • É preciso realizar o exame clínico anogenital completo, pois além das lesões visíveis, pode haver dentro da vagina ou ânus.

Formas do HPV

Para o tratamento de HPV, fatores como a idade, tipo, tamanho, quantidade e localização são considerados importantes. E a finalidade do procedimento é destruir ou diminuir as lesões causadas pela infecção. Pode aparecer em mulheres e homens e é descrita sob três formas:

Latente – quando permanece, sem apresentar sinais a olho nu, podendo se multiplicar;

Subclínica – manifestação da presença do vírus, indicador do câncer de colo, e não apresenta sintomas;

Clínica – é visível, se apresenta como condiloma acuminado (verruga), habitualmente conhecida como “crista de galo”, “figueira” ou “cavalo de crista”. A aparência é semelhante a uma couve-flor e possui tamanhos variados.

Cuidados ao tratar o HPV

Habitualmente, o diagnóstico do HPV é feito de acordo com o tipo da lesão. Na forma latente, é feito por meio de testes biomoleculares que detectam a presença do vírus; na forma clínica, é através do exame clínico urológico. Já a subclínica pode ser detectada por meio do exame preventivo Papanicolau, biópsias e histopatologia, com o intuito de identificar as lesões benignas das malignas.

Importante levar em consideração alguns cuidados simples de saúde para as pessoas com vírus do HPV, como evitar fumar, manter uma alimentação adequada e equilibrada e consultar o médico regularmente. Os principais cânceres estão relacionados à mulher no colo de útero. E no homem pode causar o deslocamento do espermatozoide, prejudicando a fecundação.

Sendo assim, a recomendação sobre higiene deve ser seguida e inclui: não compartilhamento de toalhas, vasos sanitários, usar camisinha em todas as relações (vendo se o preservativo cobriu as verrugas), entre outras.  E ainda assim, contar com um profissional ao qual transmita credibilidade e confiança para realizar o tratamento de HPV. Então, para receber as orientações adequadas, agende uma consulta.