Gestação saudável

Quais as dicas para ter uma gestação saudável? Se você ainda não descobriu, confira quais as informações que toda mãe de primeira viagem precisa saber para poder cuidar bem da sua saúde e do seu bebê, aqui neste artigo!

Quando se descobre a gravidez, é comum que as mamães de primeira viagem se sintam felizes e confusas com a nova fase, pois após contar a novidade, os amigos, famílias e outras mulheres, começam a despejar sobre você, milhares de informações complicadas de assimilar. O que causa uma pequena angústia e medo.

Mas, não se preocupe, isso é bom. Demonstra que está preocupada com o bem estar da sua saúde e do seu bebê, além disso, ninguém nasce sabendo, e aqueles registros de momentos lindos e tranquilos, como nas fotos de ensaio gestante, ensaio de parto, entre outros, que podemos acompanhar na internet, nem sempre são assim.

A mulher passa por muitos desafios, e não vamos mentir, alguns deles são sim, assustadores. Mas, se você souber como lidar com eles diante de cada situação, enfrentará tudo como força e dedicação, como toda mãe faz.

Confira a seguir quais as dicas para ter uma gestação saudável e quando você deve se preocupar:

10 Dicas para ter uma gravidez saudável

Dicas para ter uma gestação saudável
Dicas para ter uma gestação saudável

Obter atendimento pré-natal precoce

Se você planeja iniciar uma família, ou acabou de descobrir que está esperando um bebê, deve imediatamente, iniciar o pré-natal, pois ele é essencial para você e seu bebê. Durante sua primeira visita ao médico, você poderá confirmar sua gravidez e rastrear determinadas condições médicas que podem levar a complicações, a fim de iniciar tratamentos e cuidados que possam evitá-las.

Manter uma dieta saudável

Embora seja bom ceder ocasionalmente aos seus desejos durante a gravidez, é importante ter em mente que você normalmente só precisa de 300 calorias adicionais por dia em sua dieta, e que a mesma deve ser rica em vitaminas, minerais, proteínas, etc.

Garanta a quantidade adequada de proteínas, cálcio, ferro, e outros nutrientes suficientes, todos os dias.

Tomar vitaminas pré-natais

Pergunte ao seu médico quais vitaminas pré-natais são melhores para você e seu bebê, particularmente a quantidade de ácido fólico e cálcio necessária. As vitaminas pré-natais garantem que você esteja dando ao bebê as vitaminas e os nutrientes importantes que ele precisa, como ácido fólico, ferro, cálcio e DHA.

Essas vitaminas desempenham um papel importante no desenvolvimento dos ossos, visão e cérebro.

Pratique exercícios regularmente

O exercício diário regular aumenta sua chance de ter um parto normal e ajuda a gerenciar os desconfortos comuns da gravidez. O exercício também pode ajudar na recuperação pós-parto.

No entanto, se você não se exercitou regularmente antes de engravidar, consulte seu médico antes de iniciar um regime de exercícios.

Escute seu corpo

O primeiro e o terceiro trimestre vêm com fadiga, que é a maneira do seu corpo dizer para você relaxar. Portanto, ouça seu corpo e sente-se com um bom livro ou tire uma soneca quando estiver cansada.

Elimine o álcool e limite a cafeína

É importante cuidar bem do seu corpo durante a gravidez, principalmente, para evitar complicações no desenvolvimento do bebê.

Recomendamos que você evite o álcool, limite a ingestão de cafeína e evite qualquer medicamento sem receita durante a gravidez.

Entregar-se ao álcool pode afetar adversamente o cérebro ou o desenvolvimento da coluna vertebral do bebê, excesso de cafeína foi associada a um caso mais elevado de aborto espontâneo, e os medicamentos sem receita médica podem levar a defeitos congênitos ou problemas comportamentais.

Limite sua exposição a substâncias química

Se você trabalha com substâncias químicas ou outras substâncias conhecidas por causar defeitos congênitos, é importante tomar as medidas necessárias para proteger seu bebê.

Também é importante usar soluções de limpeza doméstica não tóxicas durante a gravidez para limitar o risco de exposição.

Visite o seu dentista

As alterações hormonais durante a gravidez podem deixá-la com um risco aumentado de gengivite. Os níveis aumentados de progesterona e estrogênio interagem com as bactérias da placa, levando a gengivas inchadas, sensíveis ou sangrando.

Usar protetor solar

Sua pele é mais suscetível a queimaduras solares e cloasma (manchas escuras e manchadas no rosto) durante a gravidez, por isso é importante aplicar um filtro solar com pelo menos 30 FPS ou mais e evitar bronzeamento artificial.

Saiba quando ligar para o médico

Se você tiver algum dos seguintes sintomas, recomendamos que entre em contato com seu médico:

  • Sangramento vaginal ou vazamento de líquido
  • Contrações com 20 minutos de intervalo ou menos
  • Dor de qualquer tipo
  • Cãibras fortes
  • Palpitações cardíacas
  • Tonturas ou desmaios
  • Diminuição da atividade do bebê
  • Falta de ar

Essas são algumas dicas básicas, as quais, provavelmente, serão ditas a você em seu pré-natal, mas elencamos as mesmas aqui, porque segui-las é de extrema importância para garantir uma gestação saudável.

Você já reparou que ultimamente muitas mamães vem aderindo a um colar de tonalidade laranja? Tanto para si mesmas quanto para seus bebês.

Esse colar se trata de uma resina fossilizada chamada âmbar báltico, um acessório muito utilizado há muitos milhares de anos, como uma espécie de remédio natural para crianças, bebês e até mesmo adultos.

Isso devido ao fato de que ao ter contato com a pele do usuário, o âmbar báltico libera diversos benefícios para a saúde e imunidade.

(Ah! e além disso ele funciona bem com animais também)

Mas, antes de qualquer coisa, o que é o âmbar báltico? De onde vem? Como vive? rs

O âmbar báltico é uma resina que habita este planeta há muitos anos, vinda do Mar Báltico, no continente Europeu. 

Uma pedrinha que possui componentes e propriedades que em contato com a pele e o calor humano, possibilita o fortalecimento do sistema imunológico, prometendo ser um remédio natural tanto para doenças palpáveis quanto as psicológicas que afetam o nosso corpo físico. Ele funciona até mesmo para o estresse.

A resina sempre foi utilizada desta forma para dor de garganta, febre, dores de dente, desde a época da idade média, onde tudo começou.

Por isso, muitas pessoas e principalmente mamães estão falando e utilizando bastante, até hoje.

Com o seu maior componente, o ácido succínico, a pedra de âmbar báltico promete ótimos resultados quando estamos naqueles dias de estresse por conta do trabalho, dores de cabeça e garganta, ou dentição e cólicas dos pequenos. 

Atualmente, o âmbar báltico pode ser encontrado na forma de tornozeleira, colar e pulseira como acessórios que costumam ser utilizados no dia-a-dia das pessoas. 

Desta forma, já sabemos que podemos mesclar uma vida saudável e estilo em um só lugar. 

Agora… algumas dicas!

Abaixo vamos deixar algumas dicas de como manter e preservar o seu acessório da melhor maneira: 

1 O primeiro cuidado (e mais importante), segundo médicos e especialistas é não dormir com o colar, com risco de asfixia 

2 Para que o seu efeito seja preservado, não entre em piscina ou tome banho com ele

3 Seja criterioso quando for comprar o seu acessório (dica: pesquise muito)

4 Para uma melhor durabilidade, lave a peça com sal e água corrente (deixando-a secar com o calor do sol)

E não se esqueça: compre o produto em lojas e revendedoras originais, o colar de ambar só funciona se realmente for verdadeiro, por isso separamos um link para você, onde você pode descobrir se a peça é falsificada ou não, acesse esse link

E aí, quer saber mais?

Então fique por aqui! E fique ligado em nossos conteúdos & de nossos parceiros oficiais!

Para esse e outros conteúdos relacionados ao colar de ambar para bebes, e para garantir o seu acessório 100% original, continue acompanhando o blog de nossos parceiros do site do ambar baltico brasil, acessando o link descrito acima. 

como-fazer-bebe-dormir

“Você está dormindo?”

É a primeira pergunta que a maioria dos novos pais ouve – e a maioria de nós responde com nossas próprias versões de “não realmente”.

Isso porque o sono do bebê é como o santo graal da paternidade precoce. Não só é necessário para o crescimento e desenvolvimento de nossos bebês (para não mencionar o humor) que é importante para o bem-estar dos pais. Com a constante necessidade de se alimentar da primeira infância para dormir regressões a cada poucos meses, não é de admirar que muitos pais passem noites sem dormir em busca de respostas.

Neste guia, abordaremos as noções básicas sobre os requisitos de sono do bebê, forneceremos dicas para que seu bebê durma com segurança, delinear como estabelecer um cronograma de sono e rotina e fornecer uma visão geral do treinamento para dormir. Se você é um futuro pai, um veterano experiente em busca de novas ideias ou se está lendo isso no meio da noite com um bebê nervoso, não se preocupe. Você vai passar por isso, e nós temos suas costas.

Quanto sono meu bebê precisa?

Os bebês crescem e se desenvolvem rapidamente durante os dois primeiros anos, então precisam de muito sono. De fato, aos dois anos de idade, as crianças passaram cerca de 40% do tempo dormindo. Pode ser difícil, entretanto, avaliar exatamente quanto sono seu bebê precisa em diferentes idades. Enquanto cada bebê é diferente e existe um intervalo para o que é considerado “normal”.

Os padrões de sono do seu bebê vão mudar muito nos primeiros dois anos. Para recém-nascidos, o sono é ditado pela frequência com que eles precisam comer, o que geralmente ocorre a cada duas ou três horas. 

À medida que ganham peso e crescem, os bebês conseguem passar mais tempo entre as mamadas à noite, embora ainda possam acordar confortavelmente. 

O sono dos recém-nascidos é imprevisível, mas se tornará mais organizado com o passar dos meses.

O importante é proporcionar um ambiente de sono seguro e confortável para seu bebê sempre que ele ou ela precisar dormir. Começar hábitos de sono saudáveis ​​no início vai servir bem ao seu filho a longo prazo.

Quando meu bebê vai dormir durante a noite?

Depois das primeiras noites sem dormir com um novo bebê, muitos pais começam a perguntar quando seu filho vai dormir a noite toda. Primeiro, vale a pena definir o que dormir durante a noite realmente significa. 

Enquanto muitos especialistas o definem como dormindo mais de cinco horas de cada vez, a maioria dos pais privados de sono diria que é oito ou mais. 

Também é importante lembrar que os bebês nascidos prematuramente ou com problemas de saúde terão necessidades diferentes, por isso é uma boa ideia consultar seu pediatra.

A idade em que os bebês começam a dormir durante a noite varia. Bebês jovens precisam acordar a cada poucas horas para se alimentar. À medida que crescem e seus estômagos podem segurar mais, eles podem dormir por longos períodos. 

Muitos bebês são tecnicamente capazes de dormir de seis a oito horas por volta dos dois meses de idade, mas a maioria não deixa cair as mamadas noturnas até mais tarde. Aos seis meses, cerca de dois terços dos bebês dormem a noite toda.

Uma chave para dormir durante a noite é a capacidade de auto-acalmar. Todos nós acordamos durante a noite, mas somos capazes de voltar a dormir. Essa capacidade de adormecer por conta própria não é inata – é aprendida. 

Uma vez que seu bebê desenvolva um ritmo circadiano normal em torno de três meses, ele ou ela pode começar a aprender a se acalmar para adormecer. Tente colocar seu bebê na cama sonolento (isto é, bocejando, pálpebras esvoaçantes) em vez de dormir completamente. 

Dar ao seu bebê uma chupeta também ajudará. Você pode ter algum protesto no início, mas uma vez que seu bebê pode se acalmar, você está a um passo de uma boa noite de sono.

Como ajudar seu bebê a adormecer

A frase “durma como um bebê” implica que os bebês adormecem profundamente com a queda de um chapéu. Qualquer pai que tenha passado uma hora embalando um recém-nascido dirá que a realidade é um pouco diferente. 

Ainda assim, há muitos passos que os pais podem dar para ajudar seu bebê a adormecer mais facilmente.

Nesta seção, exploraremos o que é necessário para garantir que seu bebê esteja bem descansado. Começa com a criação de um ambiente de sono seguro e calmo. 

À medida que seu bebê cresce, criar um cronograma um pouco previsível ajudará seu filho a ter o sono de que ele precisa. 

Outros passos, como estabelecer uma rotina de dormir, podem indicar ao seu bebê que é hora de dormir e ajudar a eliminar muitos protestos.