Distúrbios alimentares

Muitas pessoas que possuem distúrbios alimentares não têm a exata dimensão de como esses problemas são perigosos. 

A palavra-chave para essa discussão é justamente o distúrbio, que pode ser definido como “Uma grande variedade de condições que afetam humor, raciocínio e comportamento”. 

Ao mesmo tempo, é muito comum também encontrar pessoas que convivem com amigos ou familiares que estão passando por essas situação e acreditam que seja apenas “frescura”, podendo prejudicar ainda mais as pessoas que estão passando por isso.

Nesse artigo, veremos tudo sobre os distúrbios alimentares, explicando o que é, como eles surgem, quais os principais exemplos e, essencialmente, de que maneira esses distúrbios podem afetar a saúde bucal da população.

O que é distúrbio alimentar?

Como dissemos, um distúrbio é uma condição psicológica que afeta as pessoas de diferentes maneiras, mudando principalmente o raciocínio e o comportamento.

Quando falamos em distúrbios alimentares, associamos essas condições ao comportamento alimentar, ou seja, as práticas de consumo de alimentos pelas pessoas que possuem esse distúrbio.

Normalmente as pessoas que possuem distúrbios alimentares, essencialmente a bulimia e a anorexia, que são os mais comuns, têm problemas relacionados com o seu peso e sua forma corporal. Esse problema pode ser gerado por pressões cotidianas da sociedade, padrões estéticos, bullying, entre outros.

Dessa maneira, os distúrbios acabam, de diferentes formas, fazendo com que as pessoas tenham dificuldades em manter uma alimentação saudável, bem como manter a sua saúde física qualificada.

  1. Bulimia

Como dissemos, bulimia e anorexia são os distúrbios alimentares mais conhecidos e comuns. A bulimia se caracteriza pelo processo de tentar “botar para fora” os alimentos que a pessoa consome durante o dia a fim de que essa alimentação não aumente seu peso, pelo contrário, ajuda a perder peso. 

Dessa maneira, uma pessoa com bulimia acaba abusando de laxantes ou então provocando o vômito excessivo, sendo essa uma das principais preocupações de dentistas de plano dental empresarial, como veremos melhor mais para frente.

  1. Anorexia

Nesse distúrbio, a pessoa visualiza seu peso de maneira distorcida. Dessa maneira, mesmo que ela esteja em um peso considerado padrão, sem estar acima ou abaixo, ela sempre acreditará que está mais pesada do que a realidade. Com isso, ela acaba tendo algumas práticas que podem ser totalmente prejudiciais para o corpo e para a saúde de modo geral, tais como:

  • Uso de laxantes;
  • Provocar vómitos;
  • Exercícios físicos em excesso;
  • Dietas super restritivas.

Danos

Todos os distúrbios alimentares podem causar uma série de danos para as pessoas, tanto fisicamente como psicologicamente. 

Primeiramente, o modus operandi dessas patologias afetam diretamente a saúde psicológica. Uma pessoa com anorexia ou bulimia é totalmente afetada psicologicamente, acreditando sempre estar acima do peso, mesmo não estando. 

Com isso, ela entra numa rotina totalmente desgastante para o seu psicológico, consistindo principalmente em provocar vômitos para que a alimentação não interfira diretamente no seu peso. 

Junto com isso, a pessoa tende a se isolar, se sentir estressada, ansiosa e até mesmo depressiva.

Ao mesmo tempo, os danos para a saúde física são importantes. Por conta das ações constantes de provocar vômitos, exercícios em excesso, pouca alimentação e uso de laxantes, o corpo não mantém nutrientes necessários para se manter saudável. Em casos extremos, a pessoa perde tanto peso e massa que não consegue mais se manter em pé.

Distúrbios alimentares e saúde bucal

Indo a uma consulta com especialistas de um plano dental para empresa, por exemplo, eles certamente falarão das grandes variedades de problemas que podem prejudicar a sua saúde bucal ao longo da vida. 

Mas, de que maneira esses distúrbios também podem causar problemas para a saúde dos dentes?

Bom, a explicação mais básica e simples que você encontrará em uma conversa com seu dentista de plano odontologico pme, é que, além da falta de nutrientes adequados decorrente de uma alimentação saudável existem problemas graves e comuns. 

Os vômitos, por exemplo, também podem ser bastante prejudiciais, causando a erosão dentária.

A erosão dentária consiste no desgaste e na perda do tecido dental por decorrência das ações de bactérias, geralmente causada pelos ácidos, que podem ser encontrados em bebidas, comidas e também no próprio estômago.

Quando falamos de vómitos, a preocupação de dentistas de plano empresarial odontologico é que os vómitos são bastante ácidos, já que são provenientes do ácido estomacal. 

Como uma pessoa bulímica e anoréxica acaba forçando o vômito constantemente, todos os dias, as quantidades de ácidos estomacais que passam pela boca, afetando os dentes, é enorme.

Com o passar do tempo, isso acaba gerando essa perda do tecido dental. Em casos muito graves, esses quadros podem ser irreversíveis, e os dentes certamente serão perdidos.

É justamente por decorrência desse problema que dentistas de plano dental para mei  podem ser os primeiros profissionais a identificarem essa condição, apenas observando a gravidade da erosão dentária durante uma consulta. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

O abuso de preenchimentos ou injetáveis ​​e seu uso indevido por alguns profissionais podem ter consequências desastrosas para os pacientes. O Dr. Luis López Tallaj explica algumas das indicações mais adequadas para certos problemas faciais, e tenta conscientizar os pacientes sobre a necessidade e a importância de recorrer apenas a especialistas que conheçam a fundo as características dos materiais que utilizam e a anatomia das áreas ser tratado.

A partir dos 30 anos, o corpo humano interrompe a produção de fatores de crescimento, passando a consumir substâncias vitais para manter uma aparência radiante, jovem e saudável, como o ácido hialurônico e o colágeno, tornando a pele opaca e fina.

Para se ter uma ideia de como proceder, poderíamos comparar nosso rosto a um jardim. O jardineiro corta a grama, fertiliza e repõe o solo, poda as plantas e as transplanta. Da mesma forma, mantém-no hidratado, ou seja, mantém um cuidado integral e periódico com ele.

No caso da pele, um erro muito comum da população é não ingerir bastante água, mas aí a gente reclama de pele seca e manchas. Para ter um aspecto radiante refletido na pele devemos hidratá-la por dentro e por fora, assim como cuidamos dos dentes, além de protegê-la das causas mais nocivas do fotoenvelhecimento: os raios ultravioleta, tanto do sol quanto das lâmpadas comerciais, usando protetor solar adequado ou ideal para cada indivíduo.

 Tendo criado a consciência da importância destes cuidados básicos, que constituem um estilo de vida, devemos confiar o cuidado profissional a quem é treinado para indicar desde o que se passa ou se leva para o que se injeta. O especialista, dependendo do problema existente, indicará, qual jardineiro, que tratamento corrigirá cada problema que surgirá para evitar a deterioração progressiva e rápida da nossa imagem, e com que frequência isso deve ser feito.

Veja também – Odontologia estética, como funciona e quando recorrer?

Arma de dois gumes

Não se trata de “ir se injetar”, já que não se trata de um antibiótico ou analgésico que pode ser administrado por uma auxiliar de enfermagem sob supervisão médica, mas sim do processo cronológico do envelhecimento facial. O especialista que conhece esse processo também sabe diferenciar substâncias aprovadas e descontinuadas, aquelas criadas para cada tipo de tecido e para cada plano de profundidade. 

Para citar um exemplo, toxina Botulinica. É aplicado dentro do músculo para rugas dinâmicas ou de expressão, entre as sobrancelhas ou região frontoglabelar. Também podemos melhorar um sorriso gengival com ele, endireitar um sorriso triste levantando os cantos dos lábios ou eliminar as bandas platismais no pescoço. A toxina botulínica aumenta o volume dos tecidos. Eles não são preenchedores ou dermalfillers , mas permitem que as estruturas sejam reposicionadas e as rugas dinâmicas removidas.

 Enchimentos mencionados são uma dupla – espada gumes quando ilegal e são não autorizados, como é o caso do PMMA ou metacrilato , e os silicona i ndustrial ou biopolímeros. São anunciadas como “cirurgia sem bisturi”, um alvo fácil para quem procura um preço em algo tão delicado como o que vai ser aplicado no rosto. As consequências podem ser o aparecimento de deformidades, necrose e embolizações vasculares e nervosas; causado pelo injetor imprudente ou inescrupuloso não conhecer a microanatomia da região facial.

Outras indicações profissionais

Quando desejamos para repor o volume perdido e compartimentos deslocado só tem o h cálcio idroxiapatita para ser aplicada ao osso, e o ácido hialuró nico , que vem em diferentes densidades para utilização em planos diferentes de profundidade e, por conseguinte, em diferentes estruturas anatómicas, sendo absorvido entre 6 e 24 meses após sua aplicação.

Quando falamos da epiderme, a camada mais superficial da pele, contamos com lasers fracionários quentes e frios para conseguir o que se conhece como r esurfacing . Em climas tropicais, a desvantagem do laser fraccionada contra m icroneedling ou dermapen está a aquecer ou efeito ablativo dérmica, que requerem maior cuidado, em seguida, com uma convalescença mais.

Quando combinamos o dermapen com o p lasma rico em comprimidos , PRP ou PRGF, alcançamos a sinergia perfeita para nos libertarmos da hiperpigmentação, marcas deixadas por acne, bem como rugas superficiais, principalmente aquelas que aparecem ao redor da boca nos lábios. ou poros abertos, também ajudando em grande medida na eliminação de olheiras desagradáveis.

A opção não cirúrgica para resolver o indesejável papada é o d ácido esoxicó Lico , a partir do qual podemos aplicar até três sessões com intervalo de um mês entre elas. É uma substância muito útil para pequenos acúmulos de gordura localizados em qualquer parte do corpo. Com isso, criamos a bicectomia química por meio de uma injeção intraoral.

Cada um desses tratamentos atua em níveis diferentes e se complementam quando queremos melhorar drasticamente nosso jardim facial, que consiste em três terços afetados em diferentes níveis de profundidade, e que só o especialista poderá determinar e tratar da maneira correta em o período de tempo adequado entre uma sessão e outra. Não podemos esquecer que o cuidado com o jardim facial é o mesmo antes e depois de qualquer procedimento cirúrgico, compartilhando um único objetivo final, conhecido como “harmonização facial”.

Saiba a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça

Saiba a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça.

A dor de cabeça pode ser causada por diversos motivos, inclusive, alguns podem estar relacionados com a saúde bucal, como a dor de dente. Tal fator demonstra a influência direta da cavidade na saúde geral e, por isso, é necessário cuidar da boca para evitar diferentes problemas. Neste artigo veremos, mais precisamente, qual é a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça.

O que é, e quais são as causas da dor de cabeça?

Para começar, é importante entender o que é a dor de cabeça. 

Não existe uma definição concreta a respeito desse tipo de dor, mas, de modo geral, é uma sensação dolorosa em qualquer região da cabeça, que pode ser fraca ou até mesmo aguda e pode ser ocasionada por diferentes fatores, como enxaquecas, cansaço, ou ser sintoma de alguma doença, por exemplo.

Ou seja, as causas desse tipo de dor são as mais variadas. Apesar disso, nem sempre ela significa um sintoma de uma doença mais séria, mas é importante destacar que inúmeros problemas apresentam esse sintoma.

Além de sintomas de patologias, a dor de cabeça pode ser causada por problemas do dia a dia, que acabam afetando o corpo, tais como:

  • Uso de óculos com grau incorreto;
  • Exposição forte ao sol;
  • Cansaço;
  • Estresse;
  • Sons altos.

Dor de cabeça e a boca

Saiba a relação entre a saúde bucal e a dor de cabeça

Como dissemos, as dores de cabeça podem surgir por diferentes motivos, inclusive em decorrência de problemas bucais. 

Normalmente, condições mais comuns dos dentes, como a cárie, placa bacteriana e acúmulo de tártaro não acabam afetando a cabeça, mas também podem impactar na qualidade da mordida e nos movimentos bucais, o que pode refletir nas dores de cabeça.

Apesar disso, entre as doenças bucais mais comuns, a gengivite e periodontite costumam ser as que mais afetam essa região, justamente por se tratarem de doenças infecciosas.

A dor de cabeça é, inclusive, um dos possíveis sintomas da gengivite, que é causada principalmente pela falta da higienização bucal, especialmente em quem utiliza algum tipo de aparelho dentario e não faz a limpeza correta dos dentes e das gengivas.

Como certos modelos de aparelhos bucais, principalmente o fixo, acabam apertando toda a região dos dentes e da gengiva, fazendo com que os alimentos fiquem presos mais facilmente nessa região, favorecendo a ação das bactérias.

Dessa forma, eles também contribuem com a proliferação desses microorganismos, que se multiplicam e geram a doença infecciosa e sensibilidade nas estruturas bucais e até a queda dental, bem como pode atingir os demais sistemas corporais.

Por isso, quem utiliza algum modelo de aparelho ortodôntico, deve reforçar a higienização e verificar produtos que possam complementar esse processo.

Quando essa doença não é tratada, ela pode evoluir para a periodontite, que é uma infecção ainda mais forte, pois afeta o tecido do periodonto, que é fundamental para a fixação dos dentes. 

Nesses casos, a dor de cabeça pode aparecer de maneira abrupta e bastante incômoda. 

Como essa doença afeta o tecido de sustentação dos dentes, caso ela não seja tratada a tempo, os dentes podem cair (como mencionado), sendo necessário a utilização de implante dentário para substituir as estruturas perdidas.

Bruxismo e DTM

Em condições menos comuns, como as DTM (disfunções temporomandibulares) e o bruxismo, a dor de cabeça costuma ser um dos sintomas mais marcantes, visto que essas doenças são características por conta do apertar dos dentes e da mandíbula, afetando toda a área envolta e os músculos faciais.

Essas duas condições citadas são crônicas, e requerem tratamentos bastante específicos para serem eliminadas/minimizadas.

Muitas vezes, a pessoa nem percebe que está com uma dessas condições, justamente por não ter conhecimento e os demais sintomas serem mais discretos, fazendo com que pensem que a dor de cabeça frequente é por outros motivos. Entretanto, pode existir sim essa relação.

O tratamento para o bruxismo e DTM pode envolver o posicionamento de uma placa interoclusal, que recobre a região mandíbula para evitar a tensão entre os dentes inferiores e superiores, diminuindo também o movimento de ranger as estruturas.

Cabe ressaltar também que os procedimentos de restauração são muito comuns nesses casos, como a lente de contato dental, visto que pode ser necessário estruturar os dentes que podem ser prejudicados pelas síndromes.

Como descobrir se você possui essas condições?

Se você sente muita dor de cabeça de forma frequente, é importante buscar ajuda médica e especializada com rapidez.

Caso os médicos não identifiquem a condição, justamente por se tratar de um problema causado por doenças bucais, é importante mudar o direcionamento e também verificar junto ao profissional de odontologia. 

Nesse sentido, também é importante dizer que a busca por um especialista do ramo da odontologia deve ser frequente, e ao realizar as consultas de rotina a cada seis meses, a identificação de diferentes doenças bucais são identificadas mais facilmente e contidas antes de se agravarem.

Assim, além desses profissionais serem especializados em procedimentos variados, como o clareamento dental, eles são capazes de identificar se você possui alguma das condições mencionadas ao longo do artigo, auxiliando na resolução.

Dessa maneira, identificando o que realmente está causando a dor de cabeça, o dentista pode te orientar a encontrar o melhor tratamento para o seu caso, ajudando a combater essa condição incômoda e encaminhando para outros suportes profissionais, como um atendimento multidisciplinar.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Óleo de Orégano: a essência que pode rivalizar com os antibióticos

O óleo de orégano é uma verdadeira força motriz entre os óleos essenciais. Os modos de ação que fazem a essência competir com os antibióticos são particularmente impressionantes.

O óleo essencial da planta orégano tem propriedades antibacterianas, antivirais e antifúngicas e, portanto, pode ser usado para prevenir ou tratar infecções. Na forma de suplemento dietético diluído na forma líquida ou em cápsula, pode agir de dentro para fora – também por inalação através de um difusor de aromas.

Mas sempre observe: o óleo de orégano puro nunca deve ser ingerido puro, pois pode causar irritação severa ou alergias. Por este motivo, apenas óleo de orégano diluído é recomendado para uso externo. 

Origem e produção de óleo de orégano

O poder de cura da planta aromática foi descoberto na Grécia antiga. Originalmente nativo do Mediterrâneo, o orégano agora também cresce em outras áreas temperadas e quentes do mundo.

O orégano não é apenas encontrado em muitos medicamentos, o óleo essencial da planta também pode ser usado em casa em sua forma pura. Semelhante a muitos outros óleos essenciais, o óleo de orégano é obtido por destilação com vapor.

O óleo puro se separa da água quando esfriar e pode ser retirado e engarrafado no final do processo. É preciso mais de uma tonelada de plantas para fazer um litro de óleo de orégano. A propósito: quanto mais seco o clima, mais intenso é o cheiro e o sabor do orégano.

Ingredientes de óleo de orégano

Além dos taninos, o óleo de orégano também contém cimeno, borneol, carvacrol e timol. Além disso, existem as vitaminas B e K, os minerais ferro, potássio, magnésio, zinco, cálcio e flavonóides (as chamadas substâncias vegetais secundárias que supostamente protegem contra certas doenças).

A quantidade e eficácia dos ingredientes individuais também dependem da qualidade do cultivo nos países de origem. 

Efeitos do óleo de orégano

Basicamente, o óleo de orégano é frequentemente usado na aromaterapia porque funciona de maneira eficaz contra as bactérias. Devido ao seu efeito irritante na pele, recomenda-se o uso da essência – seja interna ou externamente – diluída apenas em óleo carreador.

O carvacrol tem um efeito anti inflamatório, especialmente no caso de problemas digestivos e doenças respiratórias. O aroma aromático do óleo de orégano também ajuda a limpar automaticamente o trato respiratório superior – você pode respirar melhor imediatamente.

Uso interno de óleo de orégano

Como já mencionado, o óleo essencial puro de orégano só pode ser diluído. Recomenda-se começar com duas gotas (50 mg) três vezes ao dia diluídas com 20 a 40 gotas de óleo de girassol ou água em dose única. Basicamente, deve ser sempre uma solução de 10 ou no máximo 20%.

Essa regra é ainda mais importante se você já estiver enfraquecido por causa de uma doença. Quando usado e aplicado corretamente – após consulta com um médico ou profissional alternativo – o óleo de orégano funciona como um antibiótico. Não só ajuda com infecções bacterianas ou doenças fúngicas, mas também com:

  • Vírus;
  • Alergias;
  • Parasitas;
  • Inflamação.

Uso externo de óleo de orégano

Para várias doenças de pele agudas, o óleo de orégano pode ser diluído com óleo de cozinha (em uma almofada de algodão) e aplicado na área relevante várias vezes ao dia. No caso de queixas crônicas, o tratamento é reduzido para duas aplicações ao dia. Em resumo, o óleo de orégano tem um efeito externo sobre:

  • Artrite;
  • Coceira;
  • Verrugas;
  • Picadas de inseto.

Contra indicações: o que você deve prestar atenção

Como já mencionado, o óleo essencial de orégano puro como concentrado pode causar irritação tanto na boca quanto na pele. Deve, portanto, ser diluído e usado apenas em pequenas doses.

O tratamento com óleo de orégano deve ser evitado completamente em mulheres grávidas e bebês – seja interna ou externamente. O efeito no organismo é muito intenso.

Comprar óleo de orégano: preste atenção a isso

Embora os óleos de orégano de qualidade inferior sejam geralmente mais baratos, você ainda deve se certificar de que todos os ingredientes estão livres de pesticidas e que você está comprando um produto orgânico de qualidade.

Como alternativa à essência, as cápsulas que contêm o valioso óleo de orégano também são adequadas. Os suplementos alimentares inodoros e insípidos também devem ser de qualidade orgânica e apenas ser tomados de acordo com as instruções de dosagem.

A área da odontologia estética, depois da saúde bucal, é um dos elementos mais buscados nos consultórios odontológicos pelos pacientes. Isso porque ela consegue realizar tratamentos muito práticos e eficientes, que podem mudar consideravelmente a aparência da face e sorriso, além de também contribuir com a função dos dentes e saúde mental.

Também conhecida como “dentística”, a odontologia estética é uma especialidade que agrega beleza e mais saúde para o sorriso, simultaneamente.

A área atua por meio de procedimentos simples até os mais complexos para tornar a funcionalidade e aparência dos dentes melhor.

Assim, os principais objetivos da odontologia estética são:

  •  Restaurar os dentes que sofreram algum tipo de trauma;
  •  Remover manchas;
  •  Trazer uma cor mais harmoniosa para a dentição;
  •  Deixar o sorriso mais harmônico;
  •  Melhorar a autoestima dos pacientes.

Por conta disso, contar com um convenio odontologico pode ser muito vantajoso para a realização dos procedimentos e adquirir ainda mais qualidade de vida e bem-estar.

Cabe ressaltar, no entanto, que não são todos os pacotes e operadoras que oferecem a realização de procedimentos estéticos. 

Por isso é necessário avaliar com cautela as necessidades, desejos, serviços prestados e orçamento disponível antes de realizar a contratação de um plano.

Apesar disso, mesmo em casos em que não houver a cobertura, ainda é possível realizar os procedimentos estéticos nas clínicas vinculadas ao convênio.

Isso porque algumas operadoras disponibilizam a inclusão de procedimentos, com o devido reajuste da mensalidade, promovendo o acesso a um determinado procedimento estético. 

Também é possível, devido a confiança entre clínica e paciente, realizar no modelo de atendimento particular. 

Nesse caso, o convênio pode realizar o ressarcimento de parte do valor investido no tratamento, desde que estipulado em contrato e cumprindo os protocolos, como a emissão do comprovante fiscal.

Por isso, é importante contar com um vínculo com alguma operadora fornecedora do serviço para ter acesso mais fácil à odontologia estética. 

O mesmo vale para quem é colaborador de alguma empresa e possui o benefício do convenio odontologico empresarial, para que o funcionário e seus dependentes também possam ter acesso mais facilitado aos tratamentos, considerando a agilidade na marcação das consultas para avaliação, por exemplo. 

Se um paciente não está satisfeito com a aparência de seu sorriso e quer mudar algum aspecto do seu rosto , a odontologia estética irá ajudar. 

Algumas pessoas com imperfeições nos dentes podem sofrer com problemas de autoestima e autoconfiança, o que atrapalha no desenvolvimento das relações interpessoais nos diversos locais de convivência.

Problemas de autoestima tendem a deixar a pessoa mais reclusa e, com esses fatores somados, pode haver o desenvolvimento de quadros mais graves de saúde mental, como um quadro de depressão. 

Assim, é importante salientar que a odontologia estética é uma área que atua não apenas na aparência do sorriso, mas também pode sanar problemas funcionais ou estruturais, agindo na promoção de mais saúde em um contexto ampliado, inclusive a saúde mental.

Isso significa que, em relação à saúde bucal, a dentística pode interceptar e restaurar os dentes com lesões e prevenir tratamentos mais complexos e invasivos de recuperação, evitando a perda dentária, por exemplo, e suas possíveis consequências. 

Dito isso, serão apresentados os principais procedimentos da odontologia estética. Veja:

Clareamento dental

O clareamento dental é um dos procedimentos estéticos mais famosos dos consultórios odontológicos. 

Ele pode ser feito de duas formas: no consultório do dentista ou com moldeiras e em casa, desde que tenha o devido acompanhamento profissional.

No caso do procedimento em consultório, seja do plano odonto empresarial ou individual, ele é feito utilizando um laser que intensifica a ação dos clareadores e pode recuperar a coloração da dentição em até sete vezes, tendo duração aproximada de uma hora de duração.

Já no tratamento realizado em casa, deve-se utilizar uma moldeira com géis clareadores com dosagens e produtos que podem ser diversos, conforme a necessidade. Para a qualidade do procedimento, a moldeira deve ser usada de meia a 4 horas, em um prazo que pode chegar a 25 dias.

Lente de contato dental

A lente de contato dental tem o objetivo de dar uma maior harmonia ao sorriso, preenchendo o espaço entre os dentes e deixando a dentição mais alinhada, além de recuperar a coloração dos dentes. 

Esse procedimento, além de estético, também visa melhorar  a arcada dentária para a fala e mastigação.

O tempo de duração da lente pode variar entre 10 e 20 anos, dependendo dos cuidados do paciente com a saúde bucal e o acompanhamento correto com o profissional.

De modo geral, o procedimento é concluído em três sessões com o dentista, considerando as visitas de avaliação. 

Pelo fato das idas ao profissional serem frequentes, é importante que o paciente utilize o plano odonto empresarial para que não o acompanhamento se torne mais facilitado e acessível.

Facetas de porcelana

As facetas de porcelana, assim como a lente, são uma espécie de capa para melhorar o tamanho, cor e formato dos dentes. 

Elas são feitas de cerâmica e são “cimentadas” sobre a superfície dentária, que precisa de um desgaste dentário ao ser colocado.

Restaurações

As restaurações visam remover alguma parte comprometida da arcada dentária para preencher o local com materiais específicos para impedir que bactérias se acumulem e deteriorem a área. 

O material utilizado para fazer essas restaurações depende da quantidade de dentes que foi retirada, a naturalidade desejada, bem como outros aspectos que visam restabelecer a forma e a função da dentição. 

Harmonização facial

Graças às especializações e desenvolvimentos na área odontológica, atualmente, a harmonização facial também pode ser feita por profissionais da odontologia de plano odontologico ou particular. 

A ideia desse procedimento é equilibrar os traços, deixando o rosto proporcional, visando um equilíbrio entre função e estética, o que também será aplicado sobre o sorriso. 

Para quem não é colaborador de nenhuma empresa e trabalha por conta própria, também pode aderir ao plano odontológico e facilitar o acesso a um tratamento de qualidade.

Nesse sentido, um Microempreendedor pode, por exemplo, recorrer às operadoras de serviços e verificar a disponibilidade da modalidade do plano odontologico para MEI, que tende a ter custos mais facilitados e serviços diversos para atender a esse perfil, assim como ocorre em outros casos.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e qualidade de vida.

Abstrato

A psicologia a distância pode reduzir a experiência subjetiva de dificuldade causada pela complexidade e ansiedade da tarefa. Quatro experimentos foram conduzidos para testar várias hipóteses relacionadas.

A distância psicológica foi alterada pela ativação de uma mentalidade construtiva e pela variação da distância corporal de uma determinada tarefa. Ativar uma mentalidade abstrata reduziu a sensação de dificuldade. Uma manipulação direta da distância da tarefa produziu o mesmo efeito: os participantes acharam a tarefa menos difícil quando se distanciaram da tarefa recostando-se em seus assentos.

Os experimentos não apenas identificam a distância psicológica como um determinante até então inexplorado, mas onipresente da dificuldade da tarefa, mas também identificam a distância corporal como um antecedente da distância psicológica.

Seção do problema:

Artigos

Os consumidores costumam ter dificuldade ao fazer julgamentos e decidir se compram bens e serviços. Exceto quando fazem compras habituais, o consumidor nem sempre tem facilidade para decidir, por exemplo, que computador comprar, onde mandar os filhos para a escola ou para onde levar a família de férias.

Esse sentimento de dificuldade é altamente influente e, às vezes, prejudicial para os julgamentos, decisões e comportamento dos consumidores. Por exemplo, quando é difícil escolher entre produtos, os consumidores ficam menos satisfeitos com suas escolhas (Botti e Iyengar 2004 ; Griffin e Broniarczyk 2010 ; Thompson, Hamilton e Petrova 2009 ), eles têm menos confiança em suas escolhas (Tsai e McGill 2011), eles tendem a adiar suas escolhas e prolongar suas pesquisas (Dhar 1996 , 1997 ; Garbarino e Edell 1997 ; Greenleaf e Lehmann 1995 ; Luce 1998 ), e eles adaptam sua estratégia de julgamento para evitar fazer trade-offs (Levav, Kivetz e Cho 2010 ; Payne, Bettman e Johnson 1993 ) ou lidar com sentimentos negativos decorrentes de fazer as trocas (Luce, Payne e Bettman 1999 ).

A presente pesquisa é uma tentativa de compreender melhor a psicologia do sentimento de dificuldade, identificando um determinante até então inexplorado, mas possivelmente ubíquo: a distância psicológica.

A presente pesquisa avança a literatura sobre a psicologia do sentimento de dificuldade de duas maneiras. Em primeiro lugar, propomos que a distância psicológica é um determinante importante do sentimento subjetivo de dificuldade: quanto mais distantes psicologicamente as escolhas e os julgamentos estão, menos difíceis eles se sentem.

A literatura existente define distância psicológica como “as diferentes maneiras pelas quais um objeto pode ser removido” do self ao longo de dimensões como “tempo, espaço, distância social e hipoteticidade” (Trope e Liberman 2010 , 440).

Nossa conceituação baseia-se na descoberta de que as pessoas podem se distanciar psicologicamente de tarefas, eventos e objetos (Agrawal e Wan 2009 ; Deval et al. 2010 ; Kardes, Cronley e Kim 2006; Kyung, Menon e Trope 2010 ; Trope e Liberman 2003 , 2010 ) e na descoberta de que a distância psicológica pode reduzir a intensidade dos sentimentos negativos (Ayduk e Kross 2008 , 2009 ; Kross, Ayduk e Mischel 2005 ; Van Boven et al. 2010 ).

Com base nessas descobertas, sugerimos que o aumento da distância psicológica entre o self e as tarefas complexas pode reduzir a sensação de dificuldade.

Em segundo lugar, com base nos avanços recentes na literatura da cognição incorporada, identificamos um antecedente novo e mais direto da distância psicológica – distância corporal. Pesquisas anteriores identificaram vários antecedentes distintos da distância psicológica, incluindo distância social, distância temporal, distância geográfica e hipoteticidade (Trope e Liberman 2010 ).

No entanto, todos esses antecedentes são determinantes indiretos da distância. Para se distanciar psicologicamente de uma tarefa, as pessoas precisam pensar de forma mais abstrata, adotar uma perspectiva de terceira pessoa, imaginar a tomada de uma decisão para um futuro distante ou descrever a tarefa de julgamento como hipotética. Mostramos que mudar a distância corporal assumindo uma certa postura corporal – inclinando-se ou inclinando-se para a tarefa – pode influenciar a distância psicológica.

A experiência subjetiva da dificuldade

Consideramos a sensação de dificuldade um tipo de experiência metacognitiva. Embora as experiências metacognitivas não sejam emoções intensas, são consideradas sentimentos porque têm um componente experiencial (Clore 1992 ; Pham, Cohen e Andrade 2008 ; Schwarz e Clore 2007 ; Strack 1992 ).

Por exemplo, o termo “sentimento” foi usado para descrever experiências metacognitivas, como “sensação de saber” (Koriat 2000 ) e “sentimento de familiaridade” (Whittlesea e Williams 2000) É com esse espírito que usamos o termo “sensação de dificuldade” ou “sensação de dificuldade” para descrever a construção focal neste artigo.

Para ilustrar com exemplos, pronunciar uma sequência complexa de letras (por exemplo, meunstah ) parece mais difícil do que pronunciar uma palavra simples (por exemplo, estação ; Whittlesea e Williams 2000 ). Resolver problemas aritméticos complexos parece mais difícil, e esse sentimento pode influenciar julgamentos de magnitude (Thomas e Morwitz 2009 ). Uma escolha complexa parece difícil e, portanto, reduz a confiança na escolha (Luce, Jia e Fischer 2003 ). Nosso objetivo é investigar como a distância psicológica afeta a sensação de dificuldade eliciada por tarefas mentais complexas.

Produtos naturais como azeite, limão, mel , alcaçuz ou maçã podem ser muito úteis para cuidar do corpo , se você souber. Os remédios caseiros são uma forma natural e barata de tratar problemas como tonturas, resfriados, prisão de ventre, soluços, dor de cabeça, azia, pele danificada, etc. Em qualquer caso, se os problemas persistirem ou piorarem, é melhor consultar um médico . Este artigo lista dez remédios naturais para proteger o corpo.

Confira – Pill Food para Cabelos e Unhas | Aproveite agora

10 remédios naturais para cuidar do corpo

1. Azeitonas e limão para tonturas

Comer azeitonas ou chupar um limão pode ajudar a não ficar tonto durante a viagem, pois contêm tanino, uma substância que impede as náuseas. Da mesma forma, chupar alguns doces de gengibre também pode servir como um sistema anti-enjoo, além de tossir. Esses doces podem ser feitos em casa de forma simples, conforme explicado neste vídeo:

2. Alho e cebola contra resfriados

Resfriados podem ser mais bem tratados com vários remédios caseiros. Uma delas é respirar os eflúvios que exalam o alho ou a cebola , pois contêm enxofre, que tem um poder anti-infeccioso. O frango também pode ser um bom aliado contra resfriados, pois pode reduzir a inflamação do muco. Menos conhecida é a equinácea , uma erva capaz de reduzir os sintomas do resfriado.

3. Álcool para remover o odor dos pés

O cheiro clássico dos pés pode ser eliminado, se forem limpos com pano embebido em álcool, pois seu efeito anti-séptico combate as bactérias e fungos que o causam.

4. Aloe vera contra a constipação

O aloe vera é uma planta muito popular por suas várias propriedades. Pode ser usado em cremes para hidratar e cuidar da pele, mas também é conhecido por sua ação digestiva que favorece o trânsito intestinal. Outra maneira de acabar com a constipação é tomar uma colher de chá de azeite de oliva todos os dias pela manhã para estimular o sistema digestivo.

5. Açúcar contra soluços

Beber uma colher de chá de açúcar pode ajudar a acabar com aquelas irritantes crises de soluços. Isso porque o sabor doce atinge os receptores e os nervos da língua e da boca, ajudando a interromper os espasmos.

6. Gelo para dores de cabeça

Colocar uma bolsa de gelo na cabeça ou na nuca ajuda a reduzir as dores de cabeça. Outro remédio para combater as irritantes enxaquecas é colocar um lápis entre os dentes sem morder , com a ideia de que os músculos que conectam a mandíbula à têmpora relaxem e diminuam a tensão.

7. Infusão de alcaçuz contra azia

Tomar uma infusão de alcaçuz estimula a secreção de muco das paredes do estômago e, portanto, ajuda a reduzir a acidez e as úlceras. O suco de limão também atende a esse propósito, mas atua de forma diferente: o ácido cítrico no gás carbônico (CO2) do estômago, na presença de água o corpo se transforma em bicarbonato, substância bem conhecida pela azia.

8. Maçãs e cenouras para limpar os dentes

Comer frutas, e especificamente maçãs , é muito saudável, como lembra um ditado clássico anglo-saxão: “Uma maçã por dia afasta o médico”. Entre outras propriedades, as maçãs contribuem para a limpeza dentária, graças ao fato de conterem ácido málico que ajuda a clarear o esmalte. 

Da mesma forma, mastigar cenouras cruas reduz a placa dentária. E não é a única propriedade que pode ser aproveitada deste vegetal, pois também pode servir para proteger os olhos, pelo facto de conter beta-carotenos, precursores da vitamina A.

9. Máscaras vegetais para a pele

As clássicas rodelas de pepino no rosto são uma das imagens mais populares de máscaras naturais. E é que os vegetais refrescam e hidratam a pele e combatem o envelhecimento. Mas eles não são os únicos itens domésticos que você pode usar para cuidar da pele. 

Um hidratante misturado com borra de café e aplicado por cerca de 10 minutos reduz a celulite. A acne pode ser combatida lambuzando as espinhas com mel por cerca de 15 minutos e, em seguida, limpando-as com água morna. Para hidratar a pele seca, pode-se massagear por cinco minutos com um pouco de azeite , que também pode ser usado para tirar a maquiagem.

10. Mel contra tosse

Tomar uma colher de sopa de mel , especialmente antes de ir para a cama, ajuda a reduzir a tosse. Além disso, gargarejar com água com uma pitada de sal várias vezes ao dia acalma dores de garganta.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

O que é espondilite anquilosante?

A espondilite anquilosante (EA) é um tipo de artrite que inflama as articulações (vértebras) da coluna vertebral. A área da coluna vertebral mais comumente afetada são as articulações sacroilíacas (SI) na parte inferior das costas.

Esta é a articulação onde a coluna vertebral se conecta à pélvis. A condição afeta outras articulações do corpo em alguns casos, incluindo costelas, ombros, joelhos, quadris e pés.

AS causa dor, rigidez e desconforto ao longo da coluna vertebral. Raramente, AS envolve os intestinos, olhos, pulmões e coração. Muitas pessoas com SA têm dor leve e intermitente. Alguns têm dores constantes e fortes. Algumas pessoas experimentam uma perda de flexibilidade na coluna devido ao SA.

AS é a condição mais comum pertencente a uma família de doenças artríticas relacionadas conhecidas como espondiloartrite. Outros nomes menos comuns para espondilite anquilosante são doença de Marie Strumpell e doença de Bechterew.

Quem está em risco de AS?

A maioria das pessoas desenvolve AS pela primeira vez na adolescência ou na idade adulta. A maioria das pessoas com a doença a desenvolve antes dos 30 anos. Cerca de duas vezes mais homens desenvolvem SA do que mulheres. A maioria das pessoas com AS possui um gene chamado HLA-B27. Por outro lado, as pessoas com o gene nem sempre adquirem AS. Outros genes, incluindo ERAP1 e IL23R, também conferem um risco genético para AS.

Quais são os primeiros sintomas de AS?

Dor lombar e rigidez são dois dos primeiros sintomas mais comuns da EA. Eles costumam se desenvolver gradualmente ao longo de semanas ou meses.

A maioria das pessoas com SA descreve a dor como difusa e surda. A dor e a rigidez tendem a piorar à noite, após o período sedentário, e pela manhã. Os primeiros sintomas incluem perda de apetite, febre e desconforto. Exercícios leves tendem a fazer sentir melhor a dor.

O repouso piora a dor. Eventualmente, a dor pode se espalhar por toda a extensão da coluna e para o pescoço. As omoplatas, costelas, coxas, quadris e calcanhares podem ser afetados.

O que é entesite?

Uma entesopatia é um distúrbio que afeta os locais onde ligamentos e tendões se fixam aos ossos. A entesite é a inflamação dessas áreas que ocorre com a EA e causa dor e inchaço. As áreas comumente afetadas incluem calcanhares, pelve, articulações sacroilíacas e a parte frontal da tíbia.

Quando as costelas são afetadas, o paciente pode ter dificuldade para respirar porque é doloroso expandir o tórax. Se ocorrer entesite nos pés, pode dificultar a marcha. O tendão de Aquiles na parte de trás do calcanhar é um local que pode ser afetado. Outra área que pode ser afetada é a fáscia plantar na base do calcanhar.

O que mais o AS faz ao corpo?

Os efeitos da espondilite anquilosante vão além da coluna vertebral. AS pode incluir envolvimento das articulações dos joelhos, ombros e quadris. O EA pode degradar o osso levando à osteoporose. A fadiga é comum na espondilite anquilosante.

A dor e o desconforto podem interferir no sono, levando à fadiga. Moléculas inflamatórias, ou citocinas, liberadas na AS deixam as pessoas cansadas. As citocinas também podem causar anemia. Se a inflamação afetar o trato gastrointestinal, pode ocorrer colite e levar à perda de peso.

A SA também pode causar inflamação que afeta o coração, os pulmões e os olhos. Aproximadamente 33% a 40% das pessoas com EA apresentam inflamação ocular, irite ou uveíte anterior. Raramente, pode ocorrer inflamação da aorta (aortite).

Prognóstico de espondilite anquilosante

O prognóstico da espondilite anquilosante varia. Algumas pessoas apresentam dores leves e poucas limitações devido à doença. Algumas pessoas sentem dores mais fortes e outros efeitos.

Quase todas as pessoas que sofrem de SA passam por períodos de exacerbação dos sintomas e remissões. Pessoas que têm outros problemas de saúde, empregos fisicamente exigentes e aqueles que fumam são mais limitados por AS.

Pessoas com doença grave podem apresentar fusão das vértebras e rigidez da coluna vertebral, o que pode limitar gravemente a função. Quando as vértebras completamente fundidas são visíveis em um raio-X, é conhecido como coluna de bambu.

Quando as vértebras estão fundidas, diz-se que são anquilosadas. Excrescências ósseas (sindesmófitas) podem ser visíveis ao longo da coluna em áreas de inflamação dos ligamentos que unem as vértebras contíguas.

Quando você deve consultar um médico para AS?

Os sintomas da espondilite anquilosante geralmente tendem a se desenvolver lentamente ao longo de semanas ou meses. Às vezes, o AS surge mais rapidamente. O diagnóstico e o tratamento precoces podem ajudar a prevenir danos e preservar a função.

Se você sentir dor na parte inferior das costas ou nos quadris ou nádegas por mais de alguns meses, é uma boa ideia consultar o médico para uma avaliação. A inflamação das articulações SI, sacroileíte, causa dor na parte inferior das costas e na parte superior das nádegas.

Outros sinais reveladores de EA potencial são dores nas costas que pioram pela manhã. Dor que piora com repouso, mas melhora com exercícios também pode indicar EA. Se você tiver olhos vermelhos e doloridos, visão embaçada ou sensibilidade à luz, consulte o seu oftalmologista.

Uma alimentação saudável beneficia a sua saúde e retira a sua dor enquanto lhe ajuda a como emagrecer rápido.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Dor em outros lugares

O tratamento com acupuntura tem sido tentado em uma variedade de tipos de dor, desde cólicas menstruais e cotovelo de tenista até dores no pescoço e desconforto muscular. A eficácia de tais tratamentos está em todo o mapa, com alguns estudos sugerindo melhora dos sintomas e outros mostrando pouca ou nenhuma melhora. O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos solicitou mais pesquisas na tentativa de verificar se essa terapia tem ou não um efeito útil no alívio dessas várias doenças.

Acupuntura como Medicina Complementar

Freqüentemente, o trabalho de acupuntura é acompanhado por outras formas de terapia na tentativa de aliviar uma ampla variedade de doenças. Quando uma terapia alternativa é usada junto com tratamentos médicos modernos para aliviar os sintomas, é considerada uma forma de medicina complementar.

Alguns estudos sugerem que a terapia ajuda os pacientes a se curar com menos drogas, enquanto outros acham que parece melhorar os resultados médicos quando usada junto com a medicina padrão. Outros exemplos de medicina complementar incluem:

  • ventosas,
  • hipnoterapia, e
  • tai chi.

Alívio da Náusea

As evidências para o tratamento de acupuntura para náuseas foram misturadas. O American College of Chest Physicians determinou que os estudos de acupuntura para náuseas e vômitos causados pela quimioterapia foram mal controlados e, portanto, não recomenda seu uso. O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, no entanto, descreveu os resultados de tais terapias como “promissores”.

No entanto, nenhum estudo mostrou alívio contínuo da náusea para náusea tardia que se instala em 1 a 8 dias após a quimioterapia. A prática deve ser usada para problemas gastrointestinais? Converse com seu médico se você acha que pode ser benéfico para você.

Câncer

Quando você tiver sintomas de câncer ou estiver fazendo quimioterapia, convém um acupunturista que pode ajudá-lo a lidar com a dor, náuseas e vômitos. Esse tipo de profissional deve ter experiência no trabalho com pacientes com câncer e deve ter uma compreensão clara de seus sintomas.

O uso de alfinetes para o alívio do câncer ainda está sendo estudado. Alguns estudos sugerem que funciona melhor no alívio do vômito do que na redução da náusea. Certifique-se de falar primeiro com seu médico para discutir suas melhores opções de tratamento médico para o câncer.

Vai melhorar a fertilidade?

Pequenas alfinetadas podem tornar os homens ou mulheres mais férteis? Muito tempo e dinheiro foram gastos na tentativa de entender melhor se alguma melhora na fertilidade pode ser determinada a partir do procedimento, mas poucas conclusões podem ser tiradas.

Diferentes revistas médicas relatam diferentes descobertas sobre o assunto. Um metastudo descobriu que a acupuntura pode ter um efeito positivo na infertilidade masculina e descobriu que parece melhorar os resultados da fertilização in vitro em alguns casos.

No entanto, outro metastudo chegou à conclusão oposta quando descobriu que não foi possível provar que as picadas de agulha colocadas com precisão aumentam as taxas de gravidez. Ambos concordaram que o assunto requer mais investigação antes que conclusões possam ser tiradas.

Isso o ajuda a parar de fumar?

Como costuma acontecer, as pesquisas apontam em direções diferentes quando se estuda o impacto na cessação do tabagismo. Alguns estudos pontuais apontam para resultados clinicamente significativos; no entanto, esses estudos geralmente sofrem de tamanhos de amostra pequenos e metodologia pobre.

Um jornal médico relatou que um metastudo examinando 33 relatórios separados concluiu que não existiam evidências consistentes para recomendar a acupuntura como um auxílio para parar de fumar, embora o metastudo também exigisse pesquisas mais bem elaboradas na área.

Seguro para crianças?

Supondo que o acupunturista seja licenciado e siga os padrões de segurança recomendados, geralmente acredita-se que a prática é segura para crianças. Normalmente é usado para controlar náuseas e vômitos pós-cirúrgicos, bem como sintomas dolorosos. O tratamento do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), no entanto, não é apoiado por evidências científicas.

A acupuntura bem feita também pode lhe ajudar em outros objetivos, como emagrecer rápido é um desses objetivos.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Exercício e pressão alta

A hipertensão aumenta o risco de doenças cardíacas e derrames . A hipertensão arterial é clinicamente conhecida como hipertensão. As chaves para o tratamento da hipertensão são exercícios, controle de peso e uma dieta saudável. Na verdade, os exercícios tornam os medicamentos para pressão arterial mais eficazes. Consulte seu médico antes de iniciar um novo programa de condicionamento físico.

Tornando os exercícios divertidos

Os benefícios do exercício podem ser alcançados com treinos de apenas 30 minutos por dia. Andar de bicicleta com as crianças, fazer o trabalho doméstico, cuidar do jardim, usar as escadas e carregar mantimentos, tudo isso soma um exercício que beneficia seu coração. Experimente aumentar sua atividade estacionando no final do estacionamento ou caminhando até o seu destino!

Vá à academia

Ambientes de ginástica não são obrigatórios para seus treinos. No entanto, os benefícios dos treinadores podem ser mais segurança e incentivo. Verifique com o treinador se você acha que a manobra do exercício é inadequada ou está causando dores. Sua rotina dependerá de sua saúde subjacente, sua capacidade e sua resistência.

Fortaleça Seu Coração

O treinamento de resistência é benéfico para aumentar sua taxa metabólica, reduzir a gordura corporal e aumentar a massa muscular. Há muitas maneiras de realizar o treinamento de resistência, incluindo o uso de aparelhos de musculação, pesos livres, faixas de exercícios ou abdominais ou flexões. Perder apenas 4,5 quilos pode reduzir ou ajudar a prevenir a hipertensão em muitos indivíduos com sobrepeso. Consulte seu médico antes de iniciar um novo programa de musculação.

Não aguenta o calor? Então nade

O exercício aeróbico que faz o coração bater mais rápido é importante para reduzir a pressão arterial. Experimente nadar em seu YMCA local ou centro de fitness se você não gosta do calor. A natação pode reduzir a pressão arterial e a pulsação.

Quanto exercício é suficiente?

É possível que, com exercícios regulares, a hipertensão possa ser prevenida ou controlada. Às vezes, atividades aeróbicas de nível moderado, como caminhada rápida por 30 minutos por dia, podem ser suficientes para diminuir ou eliminar os medicamentos. Os exercícios definitivamente podem ajudar os medicamentos a funcionarem com mais eficácia. O exercício em si pode reduzir as leituras da pressão arterial em até 5-15 mmHg. Um aumento gradual na intensidade do treino é melhor para segurança e eficácia na redução da pressão arterial.

Começando

Se você não se exercita há algum tempo, comece devagar para evitar lesões. Comece com 10 a 15 minutos de exercício de que goste, como caminhar ao redor do quarteirão ou em uma esteira. Aumente a duração e a intensidade do seu treino até atingir a meta de 30 minutos por dia. Evite amontoar sua rotina de exercícios em alguns dias na tentativa de “alcançá-la”.

Controle-se para evitar lesões

Quando você é novo nos exercícios, deve controlar seu ritmo. Vá com baixa intensidade e aproveite a subida! Experimente ioga, ciclismo (lazer), jardinagem, caminhada no shopping, hidroginástica ou natação moderada. Aumente a intensidade e a duração gradualmente conforme você se torna mais apto. Seu corpo e sua pressão arterial estarão em condições mais ideais.

Faça exercícios convenientes

Modifique sua rotina para combinar com sua agenda lotada. Experimente malhar enquanto as crianças estão praticando esportes, antes ou depois do trabalho, ou mesmo durante a hora do almoço! Mesmo se você estiver preso em casa, considere pegar uma bicicleta ergométrica ou esteira para mover seu corpo enquanto assiste ao noticiário da noite ou quando o bebê cochila.

Experimente mini-treinos

Para maior eficiência do seu tempo, você pode fazer mini-treinos de 10 minutos em diferentes pontos do seu dia agitado. As opções dependem da sua imaginação e incluem correr sem sair do lugar, praticar ginástica ou aspirar ativamente a casa por 10 minutos com música dançante! Os três mini-treinos de 10 minutos são os 30 minutos de exercícios diários necessários – o suficiente para ajudar a otimizar a saúde do seu coração.

Configurar um ginásio em casa

Sem tempo para ir para a academia? Elabore um programa de exercícios em casa. Compre um banco para degraus, pesos livres, faixas ou tubos para exercícios e / ou ioga ou bola para exercícios. Você tem uma academia! Se desejar, compre também uma esteira ou bicicleta ergométrica para ajudar a queimar gordura e aumentar a resistência. Dica útil: experimente todos os equipamentos de ginástica em um ambiente de academia antes de comprar o seu.

Aquecimento e relaxamento

O aquecimento antes do exercício e o relaxamento depois são importantes para as pessoas com pressão alta, de acordo com a American Heart Association. Isso permite que sua freqüência cardíaca aumente e diminua gradualmente. Apenas caminhar no lugar ou em uma esteira por 10 minutos é adequado para o aquecimento antes do exercício e também para o resfriamento depois.

Experimente um relógio de ritmo cardíaco

Os gadgets podem ajudá-lo a se concentrar e ficar no alvo. Os relógios de frequência cardíaca permitem que as pessoas avaliem rapidamente sua frequência cardíaca. Para usar um: aplique a faixa que o acompanha no peito, por baixo da camisa. Você pode ver sua frequência cardíaca real durante o exercício, olhando para o relógio durante o exercício. Esta é uma medição precisa e é uma boa alternativa para medir o pulso manualmente. As zonas de treinamento ideais para a taxa de pulso variam significativamente. Peça ao seu médico para recomendar a melhor zona-alvo de freqüência cardíaca (ou zona de treinamento) para você.

Medicação e frequência cardíaca

Os medicamentos usados para problemas cardíacos e pressão alta podem diminuir a frequência cardíaca. Isso inclui beta-bloqueadores ou bloqueadores dos canais de cálcio . Se você toma esses medicamentos, consulte seu médico e determine a melhor zona-alvo de frequência cardíaca para você durante o exercício.

Conheça as dicas de segurança

Esteja ciente de suas limitações! Quando um exercício ou atividade doer, pare! Se sentir tonturas ou desconforto no peito, braços ou garganta – pare! Seja realista! Vá mais devagar em dias quentes e úmidos ou faça exercícios em instalações com ar-condicionado.

Consulte o seu médico regularmente

Quando você é sedentário, tem excesso de peso ou tem alto risco de doença coronariana ou outro problema crônico de saúde, é necessário obter a aprovação de seu médico antes de iniciar um programa de condicionamento físico. Faça a medição de sua pressão arterial por um profissional de saúde. Eles podem aconselhá-lo sobre a frequência de verificação.

Além do exercício: a dieta DASH

Foi demonstrado que a dieta DASH reduz a pressão arterial sistólica (o número mais alto em uma leitura de pressão arterial). Estudos demonstraram que uma dieta DASH pode reduzir a pressão arterial sistólica em até 14 pontos. A dieta DASH é rica em frutas, vegetais e laticínios com baixo teor de gordura e tem 2.000 calorias por dia. O DASH também tem baixo teor de gordura saturada, colesterol e gordura total.

Além do exercício: perca 10 quilos

Se você está acima do peso, perder apenas 4,5 quilos pode ajudá-lo a reduzir ou prevenir a pressão alta. A perda de peso resulta da ingestão de menos calorias do que você usa a cada dia. Consulte seu médico ou um nutricionista para saber quantas calorias você precisa diariamente para perder peso. Aumente o seu exercício para queimar ainda mais calorias!

Além do exercício: cuidado com o sal

As diretrizes nacionais de pressão arterial recomendam limitar o sódio a não mais do que 2.300 miligramas por dia. Isso é cerca de uma colher de chá de sal de cozinha ou 1.500 miligramas por dia. Uma dieta com restrição de sódio pode reduzir a pressão arterial sistólica (número máximo da leitura da pressão arterial) de 2 a 8 pontos. As dietas com baixo teor de sal também podem aumentar os efeitos dos medicamentos para a pressão arterial. Tente substituir o sal por ervas ao cozinhar e evite carnes processadas e alimentos enlatados.

Além do exercício: o álcool pode ajudar?

O Comitê Nacional Conjunto de Prevenção, Detecção, Avaliação e Tratamento da Hipertensão Arterial recomenda que as pessoas moderem a ingestão de álcool. Eles estabeleceram o limite de não mais do que dois drinques por dia para os homens e não mais do que um drinque por dia para as mulheres. Eles definem uma bebida como 12 onças de cerveja, 5 onças de vinho ou 1,5 onças de licor de 80 ml.

Uma alimentação saudável beneficia a saúde de enquanto lhe ajuda a como emagrecer rápido.

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!