Devido a crise de saúde brasileira, se tornou muito complicado um paciente encontrar por aí um bom hospital que pudesse fornecer um atendimento de qualidade.

Infelizmente, não podemos mais contar com um hospital público, afinal, nosso sistema de saúde pública se encontra em uma situação bastante complicada mesmo com o estado arrecadando todos os nossos impostos como ele sempre faz, nada muda na saúde pública do nosso país.

Guia de hospitais Rio de Janeiro

Por isso, nessa lista, você vai perceber que boa parte dos hospitais são particulares, infelizmente, é a realidade que nós estamos vivendo no nosso pais, não tem como fugir disso. Hospitais públicos não estão dando conta de atender a demanda de pacientes, não por falta de competência, mas sim por falta de recursos.

Segue a lista com os 10 melhores hospitais do Rio de Janeiro para que você possa se passear caso precise de atendimento.

Hospital Copa D’Or

Na intenção de trazer para o Rio de Janeiro um estilo de atendimento hospitalar que fosse exemplar e de qualidade, a unidade do Hospital Copa D’Or foi criada. Um hospital capaz de reunir tecnologia de qualidade, bons profissionais juntamente de um serviço 5 estrelas.

Hospital Vitória

Uma instituição exemplar que busca fornecer o melhor atendimento hospital do
Rio de Janeiro. Um local preparado para atender todos os tipos de pacientes, contendo diversas especialidades médicas, além de um excelente serviço de pediatria.

Hospital Casa Evangélico

Um lugar aonde você irá encontrar um bom espaço para sanar todas as dificuldades que você tem atualmente. Contendo diversas especialidades médicas, o Hospital Casa Evangélico segue atualmente com boas avaliações de antigos pacientes que frequentaram o local.

 

Hospital Rio Mar

Uma instituição hospitalar que se encontra equipada com o que há de melhor em termos de tecnologia para garantir que todos os seus pacientes irão receber um atendimento de qualidade. Lá, você terá condições de fazer todos os exames de que precisa visando garantir que a sua saúde fique boa novamente.

 

Hospital São Lucas

Uma instituição que quis ir além dos seus concorrentes fornecendo ao público um atendimento de qualidade e que fosse acima de tudo respeitoso. Todos nós precisamos de saúde, e todos nós buscamos um bom atendimento que estamos indo para um hospital. Portanto, levando isso em consideração, o Hospital São Lucas é uma ótima referência.

 

Hospital Unimed Rio

O Unimed que é um convenio de saúde muito conhecido e bastante utilizado no nosso país, resolveu oferecer ao público muito mais do que só o benefício de sr assegurado, mas, um local aonde os seus assegurados pudessem frequentar buscando um atendimento hospitalar de qualidade. O Hospital tem boas referências, e certamente, vai ajudar você a solucionar o seu problema.

 

Hospital da Ordem do Carmo

Um lugar excelente para quem está em busca de diversos tipos de especialidades médicas de qualidade. O Hospital detém um equipe de médicos que está muito bem preparada para poder atender todos os seus pacientes.

 

Hospital Samaritano

O hospital Samaritano é sem dúvida um dos hospitais mais populares no Rio de Janeiro. Com um histórico muito considerável de atendimentos, o Hospital carrega hoje um currículo exemplar que demonstra a sua capacidade de fornecer a todos um atendimento de qualidade.

 

Hospital Samaritano Barra

Uma unidade tecnologia do hospital Samaritano que está pronta para atender aos mais diversos casos clínicos. Lá, você vai ser capaz de encontrar todas as especialidades médicas de que precisa, para garantir que a sua saúde volte ao bom está de antes. O Samaritano tem um grande rede, por isso, caso você opte por escolher esse hospital, não custa buscar na internet para saber se existe uma mais próxima de você.

 

Hospital Gamboa

Um hospital que se enquadra dentro dos padrões do que normalmente é exigido de uma instituição hospitalar. Um local de compromisso, seriedade, aonde você certamente vai encontrar o atendimento médico de que precisa.

Essa foram as dicas de hospitais no Rio de Janeiro que eu tinha para vocês. Como você bem deve imaginar, existem muitos outros hospitais particulares que podem oferecer um bom serviço! Basta fazer uma pequena pesquisa em Guia de hospitais no Rio de Janeiro, que você vai conseguir encontrar aquele que contém as especialidades médicas que você precisa.

Assim como homens e mulheres são diferentes, suas preocupações em relação ao sexo, também são. No caso dos homens, segundo dados da Sociedade Brasileira de Medicina Sexual, as aflições giram em torno do tamanho do pênis e do desempenho, e no caso das mulheres, a preocupação é a falta de orgasmo. Buscar orientações sobre o assunto pode ajudar a ter uma vida sexual saudável – fator tão importante que é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como um dos indicadores de qualidade de vida.

casal faz sexo tem boa saude

Segundo o cirurgião vascular Márcio Dantas de Menezes, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Sexual, uma das grandes preocupações dos homens era (e ainda é) conseguir uma ereção suficiente para trazer prazer ao casal. Preocupação que foi amenizada há quase 10 anos com o surgimento de medicamentos que produzem ereção. ‘Eles trouxeram ganhos sociais, mudanças extremamente significativas’, afirma.

Mas essas mudanças, aponta o médico, também trouxeram comportamentos novos, que ainda precisam ser melhor resolvidos. O primeiro é o uso desse tipo de medicamento por jovens, que buscam uma ereção ‘melhor’, sem atentar para os efeitos colaterais (queda de pressão, tontura, dor de cabeça, visão turva e vermelhidão no rosto) e os riscos – entre eles o de no futuro vir a a sofrer de disfunção erétil. O outro ponto, idosos que com o uso de pílulas começaram a ter mais relações fora de casa aumentando o número de casos de Aids na terceira idade. ‘São problemas novos, que precisam ser contornados’, enfatiza.

Além do desempenho, o tamanho do pênis é outra das preocupações do homem, apesar da maioria ser considerada normal. A maioria dos brasileiros, segundo o médico, tem o pênis em estado de flacidez (não ereto) em torno de quatro a seis centímetros, e, quando em ereção, de 12 a 15 centímetros, com cerca de 12 centímetros de circunferência. Ele explica que em casos em que realmente há necessidade de aumentar o pênis alguns procedimentos, como a injeção de uma substância bioexpansora, podem dar resultados satisfatórios, apesar de ainda serem considerados experimentais pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Libido das mulheres no sexo

Já as mulheres, conforme pesquisa realizada em 2004 pelo Projeto Sexualidade – ProSex da Universidade de São Paulo, tem preocupação de satisfazer o parceiro e ter orgasmo. Os maiores medos, apontados na pesquisa que entrevistou 7.103 pessos de 18 cidades brasileiras, foram não satisfazer seu parceiro na cama (45,4%) e não ter orgasmo (32,5%). Mas, grande parte das mulheres, segundo o médico, não procura tratamento, e quando o fazem não seguem até sua conclusão. Quando a mulher está com a libido baixo, ela pode usar um estimulante sexual feminino que dará uma apimentada na sua libido.

A maioria desses problemas, aponta o especialista, poderia ser resolvida com o aumento de um único fator – a auto-estima. Sem ela, os relacionamentos perdem em afetividade e envolvimento, essenciais para parceiros se darem bem na cama.

Aos 50 os homens parecem ter vidas sexuais mais felizes do que aos 30. A conclusão é de uma pesquisa feita na Noruega e nos Estados Unidos com mais de mil homens entre 20 e 79 anos. Apesar de problemas como impotência e queda da líbido em homens mais velhos os homens na faixa dos 50 anos afirmaram ter níveis tão altos de satisfação em suas vidas sexuais, quanto os de 20 anos.

A pesquisa foi publicada na revista especializada de urologia BJU International e foi feita por meio de um questionário enviado pelo correio, no qual os homens tinham que dar notas de zero a quatro para seu desempenho sexual – sendo quatro a nota máxima.

Os homens na faixa dos 20 disseram ter uma média de satisfação de 2,79 e foram os que se mostraram mais felizes. O segundo grupo foi os de cinquenta e poucos anos, que tiveram uma média de 2,77. O grupo de 30 a 39 atingiram 2,55 e os de 40 ficaram em média com 2,72.

Satisfação X Desempenho

impotencia masculina como tratar

Depois dos 59, a satisfação foi significativamente reduzida para 2,46 para homens aos 60 e para 2,14 para os homens na faixa dos 70.
Com relação à função sexual, as notas caíram em direção a zero à medida em que os entrevistados ficaram mais velhos. Enquanto aos 20 anos, o desempenho sexual ficou em média de 2,79, aos 70 anos a média caiu para 1,54. A média geral foi de 2,19.

A média de satisfação com ereções ficou em 2,83, mas mostrou queda ao longo da vida. Enquanto os homens aos 20 tiveram 3,63, os homens de 50 anos tiveram 3,03.

Para ambas as idades, os homens estão sujeitos a passar por baixas e altas de ereções, alguns tratamentos alternativos podem ter resultados surpreendentes, como o produto macho macho para homens e suplementos para aumento natural da testosterona.

De acordo com a pesquisadora Sophie, do Rikshospitalet-Radiumhospitalet Trust em Oslo, “os resultados mostram uma grande correlação entre os homens ficando mais velhos e a função sexual reduzida, mas não entre idade e satisfação sexual”.

“A idade só foi responsável pela variação de 3% no total da satisfação sexual”, disse a pesquisadora. “Nossos resultados mostram que, apesar de homens experimentarem mais problemas e terem função sexual reduzida quando ficam mais velhos, isto não necessariamente reflete que eles experimentem menos satisfação na sua vida sexual”, diz a médica.

De acordo com psicólogo especializado em sexualidade masculina, “os homens aos 30 e aos 40 estão muito estressados com coisas como sucesso na carreira, para terem prazer no sexo.”

Mas, segundo Bracey, quando chegam aos 50, os homens estão mais ajustados com o que querem na vida e se importam menos com o que as outras pessoas pensam deles, ficando menos propensos a ansiedade com a própria performance.