Por que o chimarrão é símbolo do Rio Grande do Sul? 

 

O chimarrão é herança cultural passada dos índios para os brancos. Ele esta presente em todas as ocasiões familiares, no acolhimento aos visitantes e na simples forma de comemorar a vida. No Rio Grande do Sul o chimarrão é mais do que um símbolo de tradição, ele representa o modo de vida e a alma gaúcha.

O amor por essa bebida simples feita de água e erva-mate tem até um dia especial no calendário estadual do Rio Grande do Sul, 24 de abril, o Dia Estadual do Chimarrão.

chimarrão rio grande

A CAPITAL DO CHIMARRÃO

A bebida é tão popular no Rio Grande do Sul que a cidade de Venâncio Aires foi reconhecida como a Capital Nacional do Chimarrão. A cidade produz cerca de 4 toneladas de erva-mate para chimarrão e essa movimentação rendeu à cidade não somente o título de capital do chimarrão, mas também a criação da Feira Nacional do Chimarrão, a Fenachim. 

O delicioso sabor do chimarrão que movimenta economicamente a cidade de Venâncio Aires ainda rendeu a Rota do Chimarrão, que junto com outras atividades tipicamente gaúchas levam até outros municípios o turismo rural.

Há também a Escola do Chimarrão, onde é possível os turistas aprenderem a fazer uma verdadeira cuia de chimarrão, as regras de etiquetas para compartilharem o mate e seus mais de 36 tipos de “chimas”, como é delicadamente chamado.

 

Mas por que o chimarrão é símbolo gaúcho?

A erva-mate trouxe desenvolvimento e progresso a lugares ermos, pequenos povoados e gerou verdadeiras fortunas. O Paraná se emancipou de São Paulo por causa do intenso comércio da erva-mate.  Era moeda corrente na época e se espalhou no Brasil através dos lobos das mulas dos tropeiros. Os jesuítas a chamavam de erva milagrosa, dados ao seu poder revigorante até hoje, as suas propriedades medicinais passam de mão em mão, através de uma cuia de chimarrão. O chimarrão tem consumidores espalhados pelo mundo inteiro e seu consumo cresce diariamente.

No estado do Rio Grande do Sul são cultivados cerca de 30 mil hectares de erva-mate, abrangendo 267 municípios. São 230 indústrias de processamento em terras gaúchas, gerando mais de 150 mil empregos diretos e indiretos.

O chimarrão é importante economicamente, socialmente e ambientalmente.

O Chimarrão é muito mais que uma simples bebida, um chá. Ele transcende a questão alimentícia e habitual, pois representa ainda a cultura, a tradição, a história do povo gaúcho, tornando-se assim um símbolo, que é reconhecido imediatamente por quem o vê.

O chimarrão é o símbolo da amizade e dahospitalidade gaúcha. É a alma gaúcha em forma líquida. Quando visitantes aportam em terras gaúchas, logo lhes é oferecido o chimarrão.

O ato de tomar chimarrão faz com que as pessoas de fora se sintam acolhidas pelo povo gaúcho e sintam toda a hospitalidade de uma forma generosa e sincera.

Uma roda é a essência do chimarrão, a roda simboliza de maneira mais pura e sincera o ato de acolher o próximo.

Por esses motivos é que o hábito de tomar o chimarrão permanece dentro dos lares gaúchos e o faz um dos principais símbolos do Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *